Enterrado menino de 8 anos que deu entrada em hospital de Vitória com sinais de agressão

Polícia

Enterrado menino de 8 anos que deu entrada em hospital de Vitória com sinais de agressão

O padrasto da criança é apontado pela mãe do menino como o autor do crime

Foto: Reprodução TV Vitória

Foi enterrado na manhã deste sábado (3), o menino de 8 anos que morreu após dar entrada em um hospital de Vitória com sinais de agressão. O padrasto da criança é apontado pela mãe do menino como o autor do crime. O homem ainda não foi encontrado pela polícia.

A mãe e a avó do pequeno Paulo Antônio Marinho tiveram que ser amparadas por amigos e familiares quando chegaram ao velório da criança. O corpo foi velado em uma igreja no Morro do Romão, em Vitória, e logo em seguida foi encaminhado para o Cemitério Municipal de Maruípe, em Vitória.

Antes do corpo do pequeno ser liberado para o enterro, passou por exame cadavérico no Departamento Médico Legal de Vitória. O resultado do exame vai apontar a causa da morte.

Em depoimento, a mãe do menino contou para a polícia que a criança foi espancada pelo padrasto. De acordo com ela, o filho mais novo passou mal e ela o levou para um hospital. Paulo teria ficado com o padrasto. Quando ela retornou, já encontrou o filho desacordado.

O menino foi levado para o hospital infantil da capital. As equipes médicas disseram que a vítima chegou desmaiada com sinais de parada cardiorrespiratória cardíaca e diversos hematomas. O pai biológico da criança foi avisado sobre o estado físico do filho e foi para o hospital.

A mãe da vítima, que está grávida do atual companheiro suspeito do crime, contou para polícia que ela e o filho já tinham sido agredidos pelo suspeito em outras ocasiões. Ela também revelou que o homem sempre teve um comportamento violento e que por medo nunca o denunciou.

A Polícia Militar informou que realizou diversas buscas em busca do suspeito, mas ele ainda não foi localizado.

*Com informações da repórter Suellen Araújo, da TV Vitória/RecordTV