Idoso de 70 anos é assassinado ao tentar impedir roubo de porcos no ES

Polícia

Idoso de 70 anos é assassinado ao tentar impedir roubo de porcos no ES

O crime aconteceu na região serrana do Estado, em um local conhecido como São Sebastião, em Santa Teresa

Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Aos 70 anos de idade, Erasmo Antônio Ghisolfi, morador da zona rural de Santa Teresa, região Serrana do Espírito Santo, foi assassinado no último sábado (24) ao tentar impedir que criminosos roubassem porcos de sua propriedade.

De acordo com a polícia, o crime aconteceu em uma região conhecida como São Sebastião. 

 Familiares contaram para a polícia que ele havia voltado para casa depois de passar o dia trabalhando na reforma de uma casa em sua propriedade. Mas, poucos minutos depois de chegar, o idoso retornou à propriedade porque percebeu que havia esquecido o telefone celular.

Quando chegou ao local, percebeu a presença dos criminosos, que estariam no chiqueiro roubando os porcos. Para tentar impedir o roubo, Erasmo Ghisolfi entrou em luta corporal com os ladrões.

Além da vítima, um outro homem, foi baleado com um tiro no rosto. Ele foi encaminhado para o hospital da cidade e depois transferido para um hospital de Vitória.

Para a polícia, a testemunha contou que saiu para procurar a vítima e encontrou uma poça de sangue e o homem caído, dentro de um valão, quase sem vida. Erasmo não resistiu aos ferimentos e morreu no local. 

Família do idoso se manifesta

Erasmo morava com a esposa e as três filhas na mesma propriedade há mais de 50 anos. Uma sobrinha do idoso se manifestou em uma rede social.

No texto, ela diz não acreditar no que aconteceu. “Tio Erasmo Antonio Ghisolfi. Estamos ainda sem acreditar no que aconteceu com sua vida neste sábado 24 de abril, ao entardecer. Você foi nos tirado de uma forma muito bruta e cruel. Que maldade fizeram contigo, tio!”, escreveu

A sobrinha ainda relatou a admiração que tinha pelo tio. “Tu que era um exemplo de homem humilde e muito trabalhador”, e finalizou pedindo por justiça. “O que nos conforta é saber que Deus é justo e verdadeiro, sabe de todas as coisas e que essa morte não ficará em vão!”.

Crime em investigação

Em nota, a polícia militar disse que a testemunha contou que o crime foi praticado por duas mulheres e um homem. Até o momento nenhum suspeito foi preso. Próximo ao local do crime foi encontrado um silenciador calibre 22, recolhido pela perícia. 

A Polícia Civil informou, em nota, que o fato será investigado por meio da Delegacia de Polícia de Santa Teresa e, até o momento, nenhum suspeito de cometer o crime foi detido.