"Gato" é descoberto na rede elétrica de fazenda de café em Jaguaré

Polícia

"Gato" é descoberto na rede elétrica de fazenda de café em Jaguaré

Segundo a EDP Escelsa, de toda a energia consumida pelo medidor de energia do secador de café da propriedade, só uma parte era paga pelo empresário

Proprietário da fazenda foi detido em flagrante e levado para a Delegacia de Jaguaré Foto: Divulgação

Uma instalação irregular na rede elétrica, que estaria caracterizando furto de energia, foi encontrada na manhã desta quinta-feira (19) em uma fazenda de cultivo de café, na localidade de Córrego da Garrada, em Jaguaré, norte do Estado. A suposta fraude, conhecida popularmente como "gato", no medidor de energia elétrica foi flagrada durante uma inspeção feita por técnicos da EDP Escelsa, distribuidora de energia elétrica do Espírito Santo.

De acordo com a concessionária, durante a inspeção foi constatado que, de toda a energia consumida pelo medidor de energia do secador de café da propriedade, só uma parte era paga pelo empresário. O proprietário da fazenda estava no local e foi conduzido em flagrante, pela Polícia Militar, para o Departamento de Polícia do município.

O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro. A pena é de um a quatro anos de reclusão e multa. De acordo com a EDP Escelsa, além de responder a processo criminal, o empresário irá arcar, conforme a regra da Resolução Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com a cobrança de toda energia não faturada durante o período da irregularidade e o custo administrativo.

A EDP alerta que, ao contrário do que muitos imaginam, o furto de energia elétrica não traz perdas apenas para a concessionária, sendo os maiores lesados os próprios clientes. Como a tarifa abrange também as perdas elétricas, o custo da energia usada irregularmente pelas pessoas que cometem esse crime é parcialmente repassado a todos os usuários da rede.

Prejuízo

O furto de energia pode provocar sobrecarga na rede elétrica com prejuízo para a população que sofre com a falta do fornecimento em suas residências e ruas ou, por exemplo, com danos aos equipamentos elétricos e ainda devido à queda na qualidade da energia.

Entre os acidentes que podem ocorrer quando são realizadas intervenções irregulares na rede elétrica, tanto para os usuários, bem como moradores, vizinhos e demais pessoas próximas à fiação irregular, estão o choque elétrico, curto circuito e incêndios.

A EDP pede que a população contribua e denuncie ligações irregulares. Para isso, disponibiliza canais de atendimento, como o Call Center (0800 721 0707), as agências de atendimento ao cliente e o site www.edp.com.br. O sigilo é total e a inspeção é realizada com a máxima urgência.