Estagiário invade prédio da Prefeitura de Vila Velha após consumir drogas em motel

Polícia

Estagiário invade prédio da Prefeitura de Vila Velha após consumir drogas em motel

A Guarda Municipal foi acionada e deteve o rapaz, que foi levado para a delegacia do município. Ação foi registrada por câmera de videomonitoramento

Imagens de videomonitoramento mostram o rapaz correndo pela Avenida Santa Leopoldina antes de invadir o prédio da prefeitura

Um estagiário de 22 anos invadiu o prédio da Prefeitura de Vila Velha, em Coqueiral de Itaparica, na madrugada desta quinta-feira (31), após consumir drogas em um motel da região. A Guarda Municipal foi acionada e deteve o rapaz, que foi levado para a Delegacia Regional do município.

Uma câmera de videomonitoramento registrou a ação. As imagens mostram o jovem correndo sozinho pela Avenida Santa Leopoldina, uma das principais de Coqueiral. Em seguida, ele arromba o portão da prefeitura, que fica em uma rua lateral, e entra no prédio da administração municipal.

Agentes da Guarda de Vila Velha chegaram até o rapaz por meio das imagens de videomonitoramento. "Ele quebrou o portão, danificou o patrimônio público e invadiu a prefeitura, alegando que estava sendo perseguido, o que não foi constatado nas imagens do monitoramento. Nós podemos ver que ele estava correndo pela rua sozinho, desnorteado, supostamente por um surto por algum tipo de ilícito que ele tivesse consumido", disse o subinspetor Assis, da Guarda Municipal.

O estagiário, no entanto, afirma que estava sendo perseguido e que entrou na sede da prefeitura para se proteger. "Eu avistei um carro preto vindo atrás de mim, corri e pulei dentro da prefeitura, com a intenção de proteger a minha vida. Não pulei lá para furtar, nem nada. Tanto que, na hora em que eu saí, fui eu que solicitei a viatura", afirmou.

Jovem foi detido pela Guarda Municipal e levado para a delegacia de Vila Velha

Com o rapaz, os agentes da Guarda encontraram um papelote de cocaína. O jovem admitiu que havia consumido esse mesmo tipo de droga horas antes do ocorrido. "Eu tive uma recaída e cheirei um papel. Mas tinha um ano que eu não usava droga", disse.

Na delegacia, os agentes descobriram que o surto do jovem começou exatamente no motel onde ele estava pouco antes. "Quando nós chegamos na delegacia, encontramos com uma outra guarnição, da Polícia Militar. Eles haviam atendido uma ocorrência em um motel em Coqueiral de Itaparica, onde um cidadão estaria reclamando que havia sido roubado naquele motel. Foi constatado que era esse mesmo indivíduo que nós detivemos e trouxemos para cá. Ele alugou esse quarto do motel, segundo ele, para poder fazer o consumo da sua droga e, possivelmente, usou uma quantidade elevada, que pode ter ocasionado os sintomas que ele teve", afirmou o subinspetor da Guarda.

O estagiário, que é estudante do segundo ano do ensino médio, disse estar arrependido do que fez. "Eu fui fraco. Deveria ter pensado nas consequências, porque eu já quebrei a cara várias vezes com isso. Na hora a gente pensa que vai dar só um 'teco'. Aí você dá um teco, depois quer dar outro teco e aí você desanda", lamentou.