Homem invade consultório odontológico e é preso em Jardim da Penha, Vitória

Polícia

Homem invade consultório odontológico e é preso em Jardim da Penha, Vitória

Ele chegou a usar o jaleco de dentista para embalar e levar o aparelho de televisão, mas foi detido

A clínica fica no bairro Jardim da Penha, em Vitória | Foto: Reprodução/TV VItória

Um homem foi preso após arrombar e tentar furtar objetos em um consultório odontológico em Jardim da Penha, Vitória. Ele chegou a usar o jaleco de dentista para embalar e levar o aparelho de televisão. Uma das atendentes do consultório foi vítima de outro crime há cerca de um mês.

O rapaz detido se foi identificado como Sergiano Gonçalves Ramos, 27 anos. O crime aconteceu por volta de meio dia desta terça-feira (29). Era a hora do almoço e quando todos os pacientes foram saíram, a dentista e a auxiliar de odontologia trancaram a porta e também deixaram o local.

Foi quando o suspeito se aproveitou. Com uma chave de fendas e uma serrinha, ele arrombou a porta e entrou. Ainda não se sabe quanto tempo ele ficou no interior do local. Quando a auxiliar de odontologia, que preferiu não ser identificada, voltou, viu que algo errado havia acontecido. “Quando me deparei, eu vi ele saindo e me assustei. Então pedi socorro. O rapaz tentou fugir, mas pegaram ele”, conta.

Quando a vítima entrou no consultório, percebeu que o suspeito já havia separado o que iria levar. A televisão, por exemplo, estava fora da parede e enrolada em um jaleco. Ele foi encaminhado para a Delegacia Regional de Vitória, onde foi descoberto um histórico criminal extenso. Além de ter sido preso várias vezes, era foragido da Justiça.

Contra ele, havia mandado de prisão em aberto por roubo. O suspeito já foi transferido para o Centro de Triagem de Viana. Já a auxiliar de odontologia foi trabalhar com medo. Além do fato ocorrido nesta terça-feira,ela foi vítima de outro assalto na porta da clínica há cerca de um mês. “Era por volta de 18h45. Quando o policial me viu, ele até falou: ‘Nossa, você de novo?’. Eu disse pra ele que era para ver como os assaltos estão constantes no local”, relatou.