• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Criminosos usam nome de restaurantes da Grande Vitória para aplicar golpes em clientes

Polícia

Criminosos usam nome de restaurantes da Grande Vitória para aplicar golpes em clientes

Eles dizem fazer parte da equipe do estabelecimento, oferecem um cupom de desconto e pedem um código, que é usado para clonar o Whatsapp

Foto: Reprodução TV Vitória

Sem poder sair de casa por conta do isolamento social, os criminosos estão criando novos golpes. Desta vez, eles estão utilizando o nome de restaurantes para oferecer falsos serviços e roubar dados pessoais de clientes. 

Os estabelecimentos, como o restaurante Ilha do Caranguejo, em Vitória, estão divulgando nas redes sociais informativos e orientação para os clientes. A mensagem "Qualquer contato por ligação, SMS, Whatsapp solicitando dados pessoais e dizendo que é da equipe de ações promocionais é golpe" é um alerta aos clientes.

O proprietário do restaurante, Gugu Barbarioli, conta que muitos clientes receberam a mensagem dos criminosos, mas desconfiaram e comunicaram ao restaurante. "A gente recebeu mensagens dos clientes, falando que tinham sido contatados por uma pessoa, em nome do restaurante, que estava pedindo o código do WhatsApp. A gente fica se perguntando onde conseguiram os contatos das pessoas", relata. 

O empresário alerta que ações promocionais são divulgadas apenas nas redes sociais oficiais do restaurante. "A gente divulga nas nossas redes sociais oficiais. Qualquer pessoa que ligar ou mandar mensagem pedindo um código, é preciso desconfiar", explica.

Outros restaurantes também estão sendo alvos dos criminosos. O Oriundi, que também fica na capital, por exemplo, precisou alertar os seus clientes. "Criminosos estão entrando em contato com clientes, oferecendo voucher de jantar e solicitando um código que é encaminhado por mensagem. Eles utilizam esse código para clonar o Whatsapp", diz o alerta. 

Para o delegado Breno Andrade, este é mais um golpe que surgiu durante a quarentena. "Os criminosos se passam por restaurantes conhecidos da Grande Vitória. Neste golpe, eles oferecem uma promoção, mas pedem em troca um código, que é utilizado para clonar o aplicativo", explica. 

O delegado orienta para que as pessoas nunca enviem códigos de SMS por mensagens. Segundo ele, a Delegacia Especializada de Repressão Contra Crimes Cibernéticos tem trabalhado para identificar os tipos de crimes e os criminosos por trás deles. 

Breno explica que é muito importante que, tanto as pessoas que receberam as mensagens dos golpistas, quanto os proprietários dos restaurantes, registrem o boletim de ocorrência para que a Polícia Civil inicie as investigações. "A gente está ciente que existem golpes ocorrendo, mas poucos são registrados. É preciso que todas as vítimas façam a denúncia para que a gente possa agir", orienta. 

¨*Com informações da repórter da TV Vitória/Record TV, Milena Martins.