Quadrilha suspeita de assaltar 50 farmácias em Vitória é desarticulada pela polícia

Polícia

Quadrilha suspeita de assaltar 50 farmácias em Vitória é desarticulada pela polícia

Em seis meses, cerca de 50 estabelecimentos em Vitória foram assaltados pela quadrilha formada por quatro pessoas, dentre elas, dois adolescentes

Foto: divulgação SESP

A Polícia Civil (PC) desarticulou uma quadrilha especializada em roubo à farmácias, suspeita de assaltar, em seis meses, cerca de 50 estabelecimentos em Vitória. Segundo a polícia, Paloma Ribeiro dos Santos, 22 anos e Iury Petter Leite dos Santos, 18 anos, eram os chefes do esquema.  

Paloma foi detida em 05 de maio deste ano em flagrante e, segundo apurações da PC, ela já trabalhou como atendente em uma farmácia. "Ela já sabia o cotidiano, a forma de funcionamento e o dia que tinha mais dinheiro. Ela tinha essa informação privilegiada", pontuou o delegado responsável pelo caso, Gabriel Monteiro.

Já Iury foi preso em casa, no bairro Tabuazeiro, na capital, nesta segunda-feira (17). A Polícia Militar (PM) apreendeu com ele uma arma falsa, dinheiro, camisas, o motor de uma moto roubada e desodorantes.

"O que foi encontrado seriam provenientes do último roubo, de sábado (15) para domingo (16)", explicou o delegado. 

Paloma foi detida durante um assalto em que ela e um adolescente, 17 anos, usaram uma faca, fizeram reféns e roubaram celulares dos funcionários de uma farmácia no bairro República, em Vitória

"Ela teria efetuado três roubos no dia e já tínhamos um inquérito aberto dela. A prisão vai ser ainda mais qualificada", destacou Gabriel.

Paloma, Iury e o adolescente integravam uma quadrilha que cometia roubos na Praia do Canto e em Jardim Camburi. A Polícia chegou até a quadrilha após farmácias registrarem 50 boletins de ocorrência em um período de seis meses.

Segundo informações da Polícia Militar, os suspeitos agiam sempre com violência. "Ela em si, não era violenta, mas os outros integrantes agrediam os funcionários", completou o delegado. 

Eles confessaram os crimes, e a polícia já identificou o quarto indivíduo, um outro adolescente de 16 anos, que também integrava a quadrilha. 

"Todos confessaram os crimes e eles vão responder por eles. Como são cerca de 50 crimes, eles vão responder por todos", finalizou o delegado Gabriel Monteiro. 

*Com informações da TV Vitória/RecordTV