Jovem morto em Central Carapina não respeitou ordem de parada, diz PM

Polícia

Jovem morto em Central Carapina não respeitou ordem de parada, diz PM

Versão da Polícia Militar vai contra os relatos de testemunhas e familiares do rapaz

Foto: arquivo pessoal

A morte de Everton dos Santos Silva, na tarde desta sexta-feira (28) no bairro Central Carapina, na Serra, causou revolta em moradores da região e familiares da vítima. 

De acordo com relatos das testemunhas, o disparo foi feito por policiais sem motivo aparente, mas a versão da Polícia Militar aponta que o rapaz desrespeitou uma ordem de parada.

De acordo com o subcomandante do 6ª Batalhão da PM, o major Fahning, Everton estava passando de moto pela avenida principal de Central Carapina, sem o uso do capacete. Nesse momento, os policiais deram ordem de parada, que não foi respeitada pela vítima. Ainda de acordo com o major, após ignorar a ordem, Everton jogou a moto em direção aos policiais, e um deles efetuou o disparo.

Segundo familiares do jovem e testemunhas, a Polícia Militar queria retirar o corpo do local, ato que foi repreendido por populares que estavam na rua após o ocorrido. 

O irmão da vítima, que também se chama Everton, confirmou a informação de que os policiais queriam retirar o corpo do rapaz do local e que pelo fato dele não se afastar, foi alvejado pelos militares com disparos de bala de borracha.

"A gente tem que tomar as medidas necessárias para conter um situação de distúrbio civil que estava se tornando ali naquele momento, inclusive, para isolar o local em que o indivíduo estava caído. Então, se fez necessário uso de equipamentos de proteção para que a gente garantisse esse isolamento no local", explicou o major.

De acordo com o subcomandante Fahning, em momento algum houve o intuito de retirada do corpo do local. A ação realizada na região, segundo o subcomandante, foi apenas para o isolamento da área visto que populares começaram a se aglomerar e a se manifestar em virtude da morte do jovem.

Sobre o policial que efetuou o disparo, o subcomandante disse que a Polícia Militar vai abrir um procedimento de apuração que vai investigar a conduta do agente no momento da abordagem.

Entenda

Everton foi baleado e morreu no meio na rua, na tarde desta sexta-feira (28), em Central Carapina, na Serra. Moradores informaram que quem efetuou o disparo foi um policial militar.

Vídeos enviados por populares mostram o local logo após o ocorrido. Moradores da região afirmam que o rapaz era trabalhador. De acordo com informações de populares, o rapaz era motoboy. 

Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/RecordTV