Presos fogem da Penitenciária Agrícola de Viana durante a madrugada

Polícia

Presos fogem da Penitenciária Agrícola de Viana durante a madrugada

De acordo com o Sindaspes, os detentos serraram o portão do Pavilhão 2 e fugiram pelo matagal. Sejus informou que o trio está sendo procurado pela PM e que vai apurar o caso

Presos fugiram do Complexo Penitenciário na madrugada deste domingo Foto: Reprodução/Google Maps

Três presos fugiram da Penitenciária Agrícola de Viana na madrugada deste domingo (31). De acordo com o Sindicato dos Agentes do Sistema Penitenciário do Espírito Santo (Sindaspes), os detentos serraram o portão do Pavilhão 2 e fugiram pelo matagal.

De acordo com a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), os fugitivos foram identificados como Ivanildo Gomes Luz, Jackson Potratz e Willes Alvarenga Passos Junior. Ainda segundo a secretaria, todos estão sendo procurados pela Polícia Militar, que está fazendo buscas. 

Quem tiver informações sobre os foragidos deve entrar em contato com o Disque-Denúncia, por meio do telefone 181. Não é preciso se identificar.

Efetivo

O Sindaspes informou que, no momento da fuga, estavam no plantão apenas cinco inspetores penitenciários que, por serem contratados pelo regime de Designação Temporária (DT), não podem portar armas. O sindicato salientou que fugas desse tipo ocorrem devido à falta de efetivo suficiente e armado durante a noite e nos finais de semana em todas as unidades do estado. 

A Sejus, no entanto, garante que inspetores efetivos, que são autorizados a utilizar armas durante o expediente, estavam no local no momento da fuga. A secretaria informou ainda que a Corregedoria da Sejus abriu sindicância para apurar o caso. O fato foi comunicado ao juiz da Vara de Execução Penal e ao Grupo Especial de Trabalho em Execução Penal (Getep), do Ministério Público Estadual.

A Secretaria de Justiça informou também que atualmente possui 3.277 inspetores penitenciários, efetivos e em designação temporária. Esse número, segundo a Sejus, coloca o Espírito Santo em acordo com a resolução número 009, de 13/11/2009, do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), que estabelece a quantidade máxima de cinco presos para cada inspetor penitenciário.

Segundo o subsecretário para Assuntos do Sistema Penal, Alessandro Ferreira de Souza, a expectativa é de que mais 109 inspetores penitenciários sejam nomeados, a fim de reforçar o quadro de servidores da Sejus. "A Penitenciária Agrícola será uma das unidades prisionais que terão ainda mais a segurança intensificada", afirmou o subsecretário.