Presos suspeitos de integrarem quadrilha que cometia assaltos a ônibus em Cariacica

Polícia

Presos suspeitos de integrarem quadrilha que cometia assaltos a ônibus em Cariacica

Três suspeitos foram presos entre a noite desta quarta-feira e a manhã desta quinta. Outros dois acusados de integrarem o grupo já estavam na cadeia

Suspeitos foram presos entre a noite desta quarta e a manhã desta quinta-feira Foto: TV Vitória

A polícia tirou de circulação um grupo suspeito de cometer vários assaltos a ônibus em Cariacica. A prisão dos últimos suspeitos que ainda estavam foragidos aconteceu entre a noite desta quarta-feira e a manhã desta quinta. Outros dois rapazes que, segundo a polícia, também faziam parte da organização criminosa, já estavam presos.

A associação criminosa chamou a atenção dos policiais pela forma como agia e pela idade dos envolvidos. Mas agora, segundo a polícia, estão todos atrás das grades.

Os dois suspeitos presos nesta quinta-feira são os irmãos Pauliano e Lauriano da Costa Cardoso, de 27 e 24 anos, respectivamente. Segundo o titular da Delegacia de Campo Grande, delegado André Landeira, a dupla confessou participação em diversos assaltos a ônibus na região de Campo Grande. Já na quarta, foi detido Paulo Sérgio Martins do Nascimento, de 20 anos. 

"Eles não ofereceram nenhum tipo de resistência. As provas contra eles são fartas. Nós temos fotografias deles juntos em redes sociais, ligações telefônicas entre eles, que são centenas. Fomos até o juiz e pedimos a prisão preventiva deles e ontem nós conseguimos prender um e hoje de manhã prendemos os outros dois", ressaltou André Landeira.

Além dos três detidos, já estão na cadeia Yuri Moura de Souza, de 19 anos, e Reuel Alessandro da Silva Ferreira, de 20, preso no último dia 19 de maio. Os dois são suspeitos de assaltarem um coletivo da linha 731, que liga os terminais de Campo Grande e Jardim América. O crime aconteceu no dia 14 de abril, no momento em que o ônibus passava pelo bairro Maracanã, também em Cariacica.

Reuel já havia sido preso no mês passado Foto: TV Vitória

Segundo a polícia, Reuel e Yuri eram os responsáveis por anunciar os assaltos e roubar os pertences das vítimas. No entanto, todas as ações criminosas tinham a participação dos cinco suspeitos.

"Eles eram bem organizados. Dois efetivamente, que são aqueles que já estavam presos, o Reuel e o Yuri, entravam no ônibus, anunciavam o roubo e subtraíam os bens dos passageiros. Só que havia outros dois elementos dentro dos ônibus e que ingressavam inclusive antes deles [do Reuel e do Yuri]. Eles ficavam sentados nos fundos do ônibus e faziam a contenção, vamos dizer assim. E havia ainda um quinto elemento, que seguia o ônibus em uma motocicleta. Esse rapaz da motocicleta observava se havia viaturas de polícia próximas, etc. E após o roubo, os dois meninos desciam do ônibus com os produtos roubados das vítimas e entregavam para esse motoqueiro, que fugia", explicou o delegado.

Sobre a arma utilizada nos crimes, os suspeitos disseram à polícia que era uma imitação. No entanto, para André Landeira, existe armamento verdadeiro, que não foi localizado durante as buscas nas residência dos cinco suspeitos.

Com a prisão dos suspeitos e o fim das investigações, a polícia afirma que o número de assaltos a ônibus na região já diminuiu. "Aqui na região de Jardim América e Campo Grande realmente houve uma redução considerável [de assaltos a ônibus] após a prisão desses meliantes", frisou André Landeira.