Preso em Vitória suspeito de participar de sequestro de empresário há oito anos

Polícia

Preso em Vitória suspeito de participar de sequestro de empresário há oito anos

Leone Pagoto Simões foi preso nesta segunda-feira, em Jardim Camburi, após ser condenado a oito anos e meio de prisão por causa do crime. Sentença foi proferida no mês passado

Leone foi preso nesta segunda-feira dentro do apartamento onde mora, em Jardim Camburi Foto: Reprodução

Um dos envolvido no sequestro de um empresário do ramo imobiliário em 2009 foi preso nesta segunda-feira (12) dentro do apartamento onde mora, em Jardim Camburi, Vitória. Leone Pagoto Simões foi condenado a oito anos e meio de prisão por causa do crime. A sentença da condenação foi proferida em maio deste ano, quase oito anos após o sequestro.

A prisão de Leone foi feita por policiais civis da Superintendência de Polícia Prisional. O delegado Júlio Cesar de Oliveira, que coordenou a ação, disse que o suspeito não sabia que havia sido condenado. "Ele foi pego de surpresa porque não esperava a sentença. Ele não tinha conhecimento desse mandado de prisão", afirmou.

Na época do crime, mais quatro pessoas foram identificadas e presas, por envolvimento no sequestro. O empresário foi rendido na saída de um restaurante, em Goiabeiras, também em Vitória. Dois homens, que fingiram ser policiais, o colocaram dentro de um veículo e o levaram para uma casa de luxo, no bairro Horto, na capital.

De acordo com a polícia, Leone é filho do dono dessa casa e o papel dele no sequestro foi conseguir o cativeiro e vigiar a vítima enquanto ela era mantida refém. O empresário ficou cerca de seis horas em poder dos bandidos e só foi libertado depois que a família pagou o resgate.

Na época, Leone chegou a ser preso, ficou um ano e nove meses na cadeia e acabou sendo liberado para continuar respondendo em liberdade. No entanto, com a sentença proferida em maio, ele cumprirá a pena na cadeia.

Leia também:
>> Preso último integrante de quadrilha acusada de sequestrar e torturar empresário
>> Acusado de sequestrar e torturar empresário acaba preso e confessa o crime