• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Motorista de aplicativo é amarrado durante assalto em Viana

Polícia

Motorista de aplicativo é amarrado durante assalto em Viana

A corrida teve início no Centro de Vitória e durante o trajeto mais duas pessoas embarcaram

Aleferson estava junto com mais três suspeitos / Foto: Reprodução TV Vitória

Um motorista de aplicativo foi amarrado durante um assalto em Viana. O crime aconteceu durante uma corrida, que saiu do Centro de Vitória, na noite da última quarta-feira (13). Além de ser amarrada, a vítima disse que foi torturada mentalmente pelos suspeitos. Quatro homens teriam participado do assalto, mas apenas um foi preso.

Aleferson Gomes Ferraz, de 23 anos, foi detido no bairro Itapemirim, em Cariacica. Ele estava no carro que horas antes havia sido roubado do motorista de aplicativo. “Infelizmente eu estava lá na praça. Os caras chegaram, eu conhecia, me chamaram para fumar um baseado, eu peguei e fui”, afirmou o suspeito.

O suspeito e um comparsa entraram no carro no Centro de Vitória e pediram uma corrida para Viana. Quando chegavam próximo ao bairro Areinha, o criminoso que estava no banco de trás tirou uma faca de dentro da roupa e anunciou o assalto. O motorista teve as mãos amarradas e foi colocado no chão da parte de trás do veículos. Eles rodaram por um tempo com o motorista e faziam ameaças de matá-lo.

No trajeto, outros dois criminosos embarcaram no carro. Mais ameaças ao motorista foram feitas. Horas depois ele foi deixado em um matagal localizado em viana e o carro foi roubado.

O que os criminosos não sabiam era que o veículo tinha rastreador. O trajeto feito por eles foi passado para os policiais. O carro foi localizado no bairro itapemirim,em cariacica. Dentro dele estavam quatro suspeitos. A polícia deu ordem de parada, mas eles não obedeceram e aceleraram. Em seguida, acabaram batendo. Três conseguiram fugir, mas um foi detido.

Na delegacia, Aleferson Gomes Ferraz, de 23 anos, foi reconhecido pelo motorista. O grupo, de acordo com a polícia, teria usado o carro roubado para cometer outro assalto no bairro São Geraldo, também em Cariacica. Além do carro, o motorista de aplicativo de corrida teve dinheiro e celular roubados. “Eu quero pedir desculpa a todo mundo, a minha família, e falar para eles que eu estou bem e está tranquilo”, disse o suspeito preso.