Idosa é encontrada morta dentro de casa com sinais de violência em Vila Velha

Polícia

Idosa é encontrada morta dentro de casa com sinais de violência em Vila Velha

O caso será investigado pela Polícia Civil como latrocínio

Foto: Divulgação

Uma idosa de 77 anos foi encontrada morta dentro da casa onde morava, no bairro Coqueiral de Itaparica, em Vila Velha, na manhã desta terça-feira (16). O corpo da vítima apresentava marcas de violência. 

O filho da vítima, identificada como Atagildes Torenzani, contou que foi um cliente da mãe que encontrou o corpo. "Ela tinha marcado com um cliente de manhã para olhar uma loja dela, quando ele chegou a porta estava aberta. Ele tentou ligar para ela, mas não conseguiu falar. Foi então que ele encontrou o corpo e chamou a polícia", disse. 

Segundo o filho, a idosa era conhecida na região porque sempre ajudava moradores em situação de rua. "Ela dava comida, dava dinheiro, sentava para conversar com eles. Hoje a tarde, vários deles estiveram na casa para saber o que houve, preocupados com ela", contou. 

Uma das informações repassadas para familiares é de que a idosa, provavelmente, abriu a porta para o assassino, já que na casa não havia sinais de arrombamento. Segundo a polícia, o corpo foi encontrado na cama, com travesseiro perto do rosto e com muitos sinais de violência. 

Próximo a casa da vitima tem vários estabelecimentos comerciais com câmeras de segurança. As imagens podem ajudar nos trabalhos de investigação. O filho de  Atalgides pede para quem tiver visto alguma cena suspeita, que denuncie. 

O corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, onde passa por perícia para identificar as causas da morte. A idosa será enterrada no cemitério de Ponta da Fruta, em Vila Velha. 

O caso será investigado como latrocínio pelo Departamento Especializado de Investigações Criminais (DEIC). De acordo com a Polícia Civil, até o momento nenhum suspeito foi identificado. Pessoas que tenham informações que possam colaborar com as investigações devem ligar para o Disque-Denúncia 181 ou encaminhar pelo aplicativo 190 ES. O anonimato é totalmente garantido.

*Com informações da repórter da TV Vitória/Record TV, Milena Martins.