Polícia divulga lista dos criminosos mais procurados da Grande Vitória

Polícia

Polícia divulga lista dos criminosos mais procurados da Grande Vitória

Polícia Civil divulga fotos e identidades dos criminosos. Todos têm relação com o tráfico de drogas, homicídios e fazem parte de organizações criminosas

Foto: Divulgação/Sesp

Foram semanas em busca do serial killer Lázaro Barbosa, morto na segunda-feira (28) durante uma troca de tiros com a polícia em Goiás. As notícias sobre o caso gerou grande repercussão devido aos crimes cometidos. 

>> Com ajuda da população, 600 criminosos mais procurados pela Polícia Civil do ES foram presos em 2021

>> Operação Rebocador prende suspeitos de facção criminosa em Cariacica e Baixo Guandu

No Espírito Santo, a Polícia Civil divulgou a lista dos criminosos mais procurados da Grande Vitória. Os onze foragidos estão na lista da polícia, e nesta terça-feira (29), a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) divulgou fotos e identidades dos criminosos que estão no ranking de prioridade da polícia capixaba. 

>> Cinco presos fogem da penitenciária semiaberta de Xuri, em Vila Velha

>> Homens mais procurados do ES lideram tráfico de drogas em bairros de Vitória

Todos eles têm relação com o tráfico de drogas, homicídios, fazem parte de organizações criminosos e estão com mandados de prisão em aberto por esses crimes. 

Confira a lista

Fernando Moraes Pereira Pimenta, vulgo 'Marujo'
Foto: Divulgação/Sesp
Marujo

O primeiro que aparece na lista da polícia já é conhecido há um tempo: Fernando Moraes Pereira Pimenta, vulgo 'Marujo', tem 29 anos, e é o chefe da organização criminosa que nasceu no Bairro da Penha, em Vitória, e atualmente tem ramificações em municípios da Grande Vitória e interior do estado.

Envolvido no crime desde 2014, é procurado e tem uma extensa ficha criminal. Ele é apontado como um homem extremamente perigoso e, atualmente, o mais procurado do Espírito Santo. Recentemente, a Secretaria de Segurança Pública recebeu informações de que Marujo está escondido no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. 

Contra ele constam cinco mandados de prisão em aberto, pelos crimes de Homicídio Qualificado; Tráfico de Drogas, Associação ao Tráfico e Organização Criminosa.

Luan Gomes Faria, vulgo 'Luan Vera' - 30 anos
Foto: Divulgação/Sesp
Luan Vera

O segundo da lista é um dos chefes do grupo criminoso que atua na região de Itararé, em Vitória. Temido pelo poder bélico e pela forma como costuma assassinar os rivais, ele ganhou espaço no cenário do crime local, montando uma verdadeira empresa voltada para o tráfico de drogas, junto com os irmãos. 

Luan está envolvido em ataques realizados ao Cruzamento, Piedade, Romão, entre outros. Além disso, ele está na condição de foragido do sistema prisional. 

Há contra ele dois mandados de prisão por homicídio qualificado. Informações que chegam à SESP indicam que Luan Vera está escondido no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro.

Vinicius Domingos Lopes - vulgo 'Cara de Vaca' - 21 anos
Foto: Divulgação/Sesp

Vinicius Domingos Lopes, vulgo 'Cara de Vaca' tem 21 anos e já está na mira da polícia há um tempo. 

Durante a Operação Rebocador, comparsas de Vinicius chegaram a ser presos em Cariacica e Baixo Guandu, mas ele conseguiu fugir. 

Contra ele há mandados de prisão por homicídio e é considerado um dos indivíduos mais perigosos do município de Cariacica, líder do tráfico no Morro do Quiabo. 

Além disso, Vinicius é o procurado é investigado em diversos inquéritos no Departamento de Homicídios. 

Entre os crimes atribuídos a ele, está o tiroteio que deixou três mortos e dois feridos em Flexal I, Cariacica, no dia 02 de janeiro de 2021, juntamente com menor Erick e Rondinei.




Paulo Ricardo Ferreira Souza, vulgo 'Loló' – 25 anos
Foto: Divulgação/Sesp

Mais conhecido como 'Loló', contra Paulo Ricardo Ferreira Souza, há um mandado de prisão por homicídio e é considerado o chefe da organização criminosa que tem provocado tiroteios na região de Planalto Serrano, Serra.

Segundo os levantamentos, o grupo criminoso atua no Bloco A de Planalto Serrano, e é ele quem ordena os ataques a gangues rivais, com o objetivo de expandir sua área de atuação. 

A namorada de Paulo foi assassinada em um ataque direcionado a ele, no dia 29 de maio deste ano. Investigações também indicam que Paulo Ricardo pode estar envolvido em ataques contra jornalistas no bairro.

Willian Zanoli, vulgo 'Terceirão' – 36 anos
Foto: Divulgação/Sesp

Indivíduo de altíssima periculosidade, Willian Zanoli, vulgo 'Terceirão' tem 36 anos e está com mandados de prisão em aberto pelos crimes de homicídio, tráfico de drogas, associação para o tráfico, receptação, corrupção de menores, entre outros. 

Willian responde por crimes de homicídio cometidos em Vila Velha e Guarapari, e já foi preso pela Polícia Federal em 2009, na Operação Volver, que investigou tráfico de drogas entre os estados de Mato Grosso e Espírito Santo. 

Ele fugiu do presídio em 2020 e, atualmente, é considerado chefe do tráfico na região de Dom João Batista, em Vila Velha, e do bairro Santa Monica, em Guarapari. Willian responde como mandante por crimes cometidos enquanto ainda estava preso.

Jackson dos Santos Sodré, vulgo 'Jackson Paraíba' – 27 anos
Foto: Divulgação/Sesp

Com mandados de prisão em aberto desde 2018, Jackson dos Santos Sodré, vulgo 'Jackson Paraíba', de 27 anos, responde por homicídios e porte ilegal de arma de fogo. 

De acordo com informações passadas pela polícia, Jackson é um dos líderes do tráfico de drogas na região da Grande Santa Rita e foi identificado como um dos cabeças de um consórcio do crime, firmado por grupos criminosos que atuam nesta região. 

Investigações da DHPP de Vila Velha apontam que lideranças de sete grupos criminosos distintos se uniram, com o objetivo de eliminar rivais que passaram a ameaçar o domínio territorial dessa aliança. Para isso, eles promovem ataques e matam adversários.

José Maria de Araujo, vulgo 'Zé Maria' – 32 anos
Foto: Divulgação/Sesp

Chefe do tráfico de drogas no bairro Santa Rosa, em Cariacica, José Maria de Araujo, vulgo 'Zé Maria', de 32 anos, é considerado o principal rival do grupo criminoso do Morro do Quiabo, com o qual mantém frequentes confrontos. 

José é membro da organização criminosa que atua no bairro da Penha, sendo considerado a principal liderança dessa organização em Cariacica. Por meio dessa conexão, obtém armas para promover os ataques ao Morro do Quiabo. Possui três mandados de prisão em aberto por homicídio.

Erick de Almeida Bastos - vulgo 'Menor Erick' - 22 anos
Foto: Divulgação/Sesp

Erick de Almeida Bastos - vulgo 'Menor Erick', de 22 anos, está envolvido no tiroteio que deixou três mortos e dois feridos em Flexal I, em Cariacica, no dia 02 de janeiro de 2021, junto com 'Cara de Vaca' e Rondinei.

Segundo informações da Sesp, contra ele há um mandado de prisão por homicídio em aberto e é membro do grupo criminoso que comanda o tráfico de drogas no Morro do Quiabo, no município de Cariacica.



Rondinei de Souza Porto - vulgo 'Grilinho' - 22 anos
Foto: Divulgação/Sesp

Terceiro membro do grupo criminoso que domina o tráfico de drogas no Morro do Quiabo, em Cariacica, Rondinei de Souza Porto, vulgo 'Grilinho', tem 22 anos. 

O procurado está com mandado de prisão em aberto por homicídio e envolvido no tiroteio em Flexal no dia 02 de janeiro de 2021. 

Em 2018, com 18 anos, ele fugiu da delegacia Regional de Cariacica, algemado, junto com um comparsa.




Gabriel Augusto dos Santos, vulgo BK, Blaid ou Brake – 27 anos
Foto: Divulgação/Sesp

Gabriel Augusto dos Santos, vulgo BK, Blaid ou Brake tem 27 anos, e atualmente comanda o tráfico de drogas no Morro da Garrafa, em Vitória.

Ele está  ligado à organização criminosa que domina o Bairro da Penha e é comandada por Marujo

Investigações apontam que Gabriel tem participação na morte de Douglas Caser, atingido por 34 tiros em Laranjeiras, na Serra, em junho de 2020. Segudo a polícia, ele forneceu armamentos usados no crime.

Marlom Brendo Figueiredo dos Santos – 27 anos
Foto: Divulgação/Sesp

No fim da lista, mas não menos importante, está Marlom Brendo Figueiredo dos Santos, de 27 anos tem mandado de prisão por homicídio, e atua no tráfico de drogas do bairro Feu Rosa, na Serra, sendo integrante do grupo criminoso “Poorf”. 

Ele é investigado por diversos homicídios pois, além de participar dos crimes, é responsável por fabricar armas caseiras utilizadas nesses homicídios. 

Entre os crimes pelos quais responde, estão dois cometidos no mesmo dia. No dia 06 de fevereiro de 2018, um homem foi morto no bairro Ourimar, na Serra, e dez minutos depois, outro foi morto em Feu Rosa. Todos os envolvidos foram presos, restando apenas o Marlom.