• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mãe e filha são agredidas com panela de pressão em Vila Velha

Polícia

Mãe e filha são agredidas com panela de pressão em Vila Velha

Toda a confusão começou após a mulher emprestar uma bicicleta para o suspeito

As duas estavam dormindo quando foram surpreendidas / Foto: Reprodução TV Vitória

Uma doméstica de 43 anos e a filha de 13 anos tiveram a casa invadida e foram agredidas por um vizinho com uma panela de pressão, no bairro Barramares, em Vila Velha. Elas ficaram muito feridas e foram socorridas por um morador. O suspeito foi identificado como Roberto Angelo dos Santos.

Toda a confusão começou com uma bicicleta. A vítima chegava do trabalho pedalando, quando foi abordada pelo suspeito que pediu a bike. Ele disse que já devolveria e a mulher emprestou. Porém, segundo o que a vítima contou em depoimento, Roberto voltou cerca de uma hora depois sem a bicicleta. Alegou que devia na boca de fumo e que teria deixado bicicleta lá. Precisava de R$ 30 para pegar a bicicleta de volta.

A doméstica não tinha o dinheiro para emprestar e Roberto passou a pedir a outros moradores. Enquanto isso a vítima foi dormir. Aceitou que havia perdido a bicicleta e acreditou que a história já tinha chegado ao fim, mas ela foi surpreendida com Roberto dentro do quarto dela. Ela acordou com ele tentando enforcá-la. O suspeito não falava nada, só tentava esgana-la. A vítima tentou se defender, mas foi agredida com uma panela de pressão de 10 litros.

A mulher contou em depoimento que a maioria dos golpes foram na cabeça. A filha da doméstica, que dormia na mesma cama que a mãe, também foi atacada. O suspeito só parou com a violência quando um vizinho, que estava na igreja, ouviu os gritos e correu para ajudar. Ouvindo o desespero das vítimas, um auxiliar de elétrica, de 21 anos, tentou arrancar a grade da casa para entrar. “Nesse momento a gente só pensa em salvar a vida dos outros. Tinha uma grade e eu tentei arrancar. Ela pedia socorro, colocou a cara na janela cheia de sangue e pedindo ajuda. Eu só tentei ajudar”, contou o jovem.

Uma das vítimas conseguiu ir até a varanda e abriu o portão. O jovem afirmou que por pouco as duas não perderam a vida. “Se eu não tivesse chegado ali ele tinha matado, porque só parou na hora que eu o reconheci e comecei a gritar. Ele olhou para mim e pediu para eu não fazer nada com ele. Se eu não tivesse chegado tinha sido triste o fim”, relatou.

O auxiliar de elétrica chamou o Samu, que levou mãe e filha para o Hospital São Lucas, em Vitória. Roberto fugiu, mas logo foi preso pela Polícia Militar na casa onde mora. No local foi encontrado o celular e outros pertences da doméstica. Na Delegacia Regional de Vila Velha, em depoimento ao delegado, ele ficou calado, mas resolveu falar com a imprensa. “Eu peguei a pressão só”, disse ele.

O homem, que segundo a polícia já cumpriu pena por assassinato em Minas Gerais, foi autuado por dupla tentativa de homicídio. A doméstica e a filha já receberam alta do hospital.