• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Policial mata amigo da esposa dentro de apartamento em Vila Velha

Polícia

Policial mata amigo da esposa dentro de apartamento em Vila Velha

Ele trabalhava durante a madrugada, mas voltou em casa para buscar um objeto. Foi quando ele encontrou um homem no banheiro do apartamento

Um policial militar matou um homem dentro do apartamento onde mora com esposa e filhos, no bairro Vale Encantado, em Vila Velha. De acordo com informações da Polícia Civil, a suspeita do PM era de que a vítima fosse o amante da mulher.

O caso aconteceu durante a madrugada desta segunda-feira (23). O PM Iltemir Araújo Machado, 52 anos, atirou e matou Anderson Carvalho de Souza, 31 anos. O caso movimentou a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, em Vitória, durante a manhã. A família e a esposa do policial estiveram na delegacia, mas não quiseram conversar com a reportagem.

O policial contou aos investigadores que ele estava trabalhando, mas precisou voltar em casa por volta da 1 hora, para buscar um objeto que tinha esquecido. No apartamento, viu a esposa lavando o cabelo no tanque e ouviu um barulho dentro do banheiro. Ele questionou a mulher se alguém mais estaria na casa.

A esposa disse que explicaria, mas o PM não esperou. Foi neste momento que ele forçou a porta do banheiro e encontrou um homem tomando banho no local. O policial contou ainda que levou um soco da vítima. Os dois entraram em luta corporal e o PM atirou. O disparo atingiu o queixo de Anderson, que morreu na hora.

De acordo com a polícia, Anderson seria um suposto amante da esposa do policial. No entanto, para os investigadores da Divisão de Homicídios a mulher negou essa informação e disse que o homem era apenas um amigo de muitos anos, que estava com depressão e buscava por ajuda.

O corpo de Anderson foi levado para o Departamento Médico Legal (DML), em Vitória. Familiares fizeram o reconhecimento, mas o corpo ainda não foi liberado. Já o policial prestou depoimento e passará por uma audiência de custódia para definir se ele ficará preso ou não. Se continuar detido, será encaminhado para o Quartel do Comando Geral, em Maruípe. Segundo informações do Governo do Estado, o policial Iltemir atuava como soldado da Polícia Militar desde 1990.