Cantor sertanejo e mulher são encontrados mortos em fazenda de Muqui

Polícia

Cantor sertanejo e mulher são encontrados mortos em fazenda de Muqui

Um amigo tentou falar com a vítima por telefone, e como não conseguiu, o rapaz decidiu ir até a fazenda, onde encontrou os corpos

Foto: Reprodução / Instagram / Facebook

O cantor sertanejo Carlos Pastor Neto, da dupla Carlos e Roniel, e uma mulher foram encontrados mortos na noite de quarta-feira (14), em Muqui. De acordo com a polícia, os corpos foram encontrados com marcas de tiros dentro de uma casa que fica em uma fazenda, na região de Santa Rita. 

Um amigo da vítima contou para a polícia que mantinha contato constante com o homem por celular. Após tentar falar com ele inúmeras vezes e não conseguir, o rapaz foi até a fazenda e encontrou Carlos já sem vida.

Após ser acionada, a Polícia Militar esteve no local e constatou que, além do cantor, uma mulher também havia sido assassinada com disparos de arma de fogo. Maria da Graça Xavier Nalim e Carlos trabalhavam como caseiro na fazenda. 

Segundo o delegado Antônio Pinto, a região onde o crime ocorreu fica distante de outras residências e, por isso, até o momento não há relatos de testemunhas.

Amigo e companheiro dos palcos de Carlos, Roniel Cardozo publicou uma homenagem nas redes sociais. "É com pesar que comunico a todos os amigos e fãs, o falecimento do meu amigo, irmão e parceiro de trabalho", escreveu. 

Os corpos das vítimas foram encaminhados para ao Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, para passar pelo exame cadavérico, que apontará a causa da morte, e serem liberados pelos familiares.

A Polícia Civil informou que o caso será investigado pela Delegacia de Polícia de Muqui e, até o momento, nenhum suspeito foi detido. Outras informações não serão repassadas para que a apuração dos fatos seja preservada.

A polícia destacou, ainda, que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br