Mulher é agredida com corrente após crise de ciúmes do companheiro

Polícia

Mulher é agredida com corrente após crise de ciúmes do companheiro

O caso foi encaminhado para o Plantão Especializado da Mulher, em Vitória e a vítima passou por exames de corpo delito no Departamento Médico Legal da capital

Foto: Reprodução TV Vitória

Mais um caso de violência contra a mulher foi registrado neste fim de semana na Grande Vitória. A vítima, de 42 anos, estava jantando na casa de amigos quando o companheiro teria tido uma crise de ciúmes e a agrediu com uma corrente. O caso aconteceu na noite deste domingo (25), em Vitória.

As marcas da agressão ficaram espalhadas por todo o corpo da vítima. Nesta segunda-feira (26), ela amanheceu com dificuldades para andar. 

A mulher contou que, por volta das 21h, uma vizinha a chamou para tomar uma cerveja e comer um peixe, enquanto assistiam uma partida de futebol. Ela aceitou o convite e foi junto com o companheiro. 

Em um momento do encontro, disse que precisou ir ao banheiro. Segundo a vítima, foi neste momento que o rapaz teria tido uma crise de ciúmes. "Ele começou a me ofender na frente das pessoas, me agredir, falando que ia embora. Ele pegou a chave do carro, me empurrou", lembrou. 

No momento da confusão, estavam na residência a vizinha, o marido dela e os três filhos, duas crianças de 8 e 10 anos e um jovem de 18 anos. De acordo com ela, o suspeito teria tido uma crise porque imaginou que a vítima estaria se engraçando com o jovem de 18 anos. 

A mulher negou as acusações do companheiro. Ela contou que todos que estavam na residência saíram em sua defesa e, por isso, o suspeito teria começado a agredir todas as pessoas. 

No meio da confusão, o homem ainda teria tentado pegar a chave do carro da vítima. A mulher trabalha como motorista de aplicativo e precisa do veículo. "Ela (a vizinha) pegou e tomou a chave da mão dele. Ele tentou fugir e queria me obrigar a ir para casa com ele", contou. 

As testemunhas disseram que a confusão não terminou na residência. O casal foi parar na avenida Fernando Ferrari. O suspeito arrastou a mulher pela roupa e pegou uma corrente, usada para trancar o portão da residência, para machucar ainda mais a companheira.

Agressões já teriam acontecido outras vezes

O casal está junto há um ano e quatro meses. O homem e a mulher foram apresentados por amigos em comum durante um forró. A mulher contou que sempre que ele bebe, fica agressivo. Ela já teria sido agredida outras quatro vezes. 

"Às vezes, é por causa da bebida. Ele bebe e fica totalmente agressivo. Mas nada que tivesse ido tão longe, de agredir a mim e a outras pessoas. ", afirmou.

Em um episódio anterior ao deste domingo, segundo a vítima, ele chegou a quebrar móveis da casa. A mulher relatou que no final das brigas, o companheiro sempre pedia perdão, dizia que iria tirar a própria vida e, por isso, a mulher perdoava. 

"Eu acabo acreditando que ele vai melhorar, a família dele também. Ele pede para não abandonar ele. Dizia que não tinha ninguém, que se eu abandonasse ele, iria morrer", comentou. 

Desta vez, a mulher fez uma denúncia contra o suspeito e prometeu para as filhas, nunca mais perdoar o companheiro.

"Não vou aceitar ele na minha casa. Quem ama não agride ninguém. Eu cai nessa circunstância de ter aceitado, achando que ele iria melhorar, mas no momento que envolveu outras pessoas, não tem como mais", desabafou. 

O caso foi encaminhado para o Plantão Especializado da Mulher, em Vitória. A vítima passou por exames de corpo delito no Departamento Médico Legal da capital e, segundo a polícia, o rapaz de 27 anos foi preso.

No local onde aconteceram as agressões, há uma câmera de vídeo monitoramento. A mulher não tem certeza, mas informou a polícia que podem haver imagens que ajudem na investigação.

A TV Vitória/Record TV tentou contato com a família do suspeito, mas ninguém quis se pronunciar sobre o caso. A Polícia Civil informou que a ocorrência ainda está em andamento. 

*Com informações da repórter Marla Bermudes, da TV Vitória/Record TV.