Foragido da Justiça é preso com grupo acusado de caçar animais silvestres no Norte do Estado

Polícia

Foragido da Justiça é preso com grupo acusado de caçar animais silvestres no Norte do Estado

Segundo os policiais, ao chegar ao local, a equipe realizou uma busca dentro de uma mata onde foram encontradas várias trilhas com vestígios recentes da presença de caçadores

 Na delegacia, foi constatado que um dos detidos era procurado da Justiça.  Foto: Divulgação

Um foragido da Justiça, acusado de ter matado uma pessoa no estado da Bahia,  foi preso na última quarta-feira (13), durante uma operação da Polícia Militar Ambiental (BPMA). Os militares receberam uma denúncia anônima informando de que, às margens de uma lagoa no Córrego São Brás, em Jaguaré, Norte do Estado, estava acontecendo a prática de crime de caça.

Segundo os policiais, ao chegar ao local, a equipe realizou uma busca dentro de uma mata onde foram encontradas várias trilhas com vestígios recentes da presença de caçadores. Um dos supostos caçadores levou a polícia até um barracão, que seria utilizado como alojamento para trabalhadores rurais de uma fazenda produtora de café.

Durante a abordagem aos alojados e vistorias no barracão, os policiais encontraram cinco armas de fabricação caseira conhecidas por “canhão” e utilizadas para caçar animais silvestres.  Os militares encontraram também um tatu abatido e congelado, cinco cartuchos calibre 36, frascos contendo pólvora e chumbo, além de repelente, rede de espera e uma calça camuflada.

Quatro homens foram detidos e encaminhados, juntamente com objetos e o animal silvestre abatido, à Delegacia de Polícia Civil de São Mateus. Na delegacia, foi constatado que um dos detidos era procurado da Justiça.