Autônoma é assaltada e bandidos levam pagamento de funcionários em VV

Polícia

Autônoma é assaltada e bandidos levam pagamento de funcionários em VV

Nas imagens foi possível ver o momento que ela saiu com uma bolsa na mão e uma moto parou ao lado. Foi quando o motociclista, com a arma em punho, a abordou

O suspeito entrou, pegou a bolsa, e na confusão efetuou dois disparos Foto: TV Vitória

Uma autônoma foi vítima de assalto, na tarde da última quarta-feira (5), após sacar o dinheiro para pagar os funcionários. O crime aconteceu no bairro Cobilândia, em Vila Velha, quando ela estava chegando na empresa. A ação dos bandidos foi toda flagrada por câmeras de segurança.

Nas imagens foi possível ver o carro da vítima estacionando. Ela saiu com uma bolsa na mão e uma moto parou ao lado. De repente o motociclista, com a arma em punho, a abordou. Nesse momento, assustada com a situação, a autônoma correu e jogou a bolsa dentro do veículo. O suspeito entrou, pegou a bolsa, e na confusão efetuou dois disparos e fugiu na moto. 

Dentro da bolsa estava um malote que a mulher havia acabado de pegar no banco com todo o dinheiro que seria destinado ao pagamento dos funcionários. A vítima contou que normalmente alterna o dia do pagamento, exatamente para não chamar a atenção de bandidos. A vítima acredita que tenha sido vigiada. “Eu não percebi nenhuma moto me seguindo. Ele devia estar vigiando de outro ângulo, pois não vimos moto nenhuma vindo”, contou.

O homem que levou a autônoma ao banco disse que horas antes ele já tinha ido ao local e chegou a ser alertado sobre a possível presença de criminosos. “Tinha muita gente que estava aguardando atendimento e identificamos pessoas trocando senha para poder ficar observando. Ao sair do banco um amigo me alertou para ter cuidado, pois havia olheiro. Nós saímos tranquilos, pois não estávamos com dinheiro”, disse.

Ele contou que durante a manhã, a autônoma teve um pressentimento. “Ela falou que tinha sonhado com armas e nós não levamos em conta isso. Depois que eu saí do banco ontem e fui para a empresa que ela trabalha, ela me pediu para levá-la ao banco. Chegando só fiquei observando”, afirmou.