Suspeito de tentar arrombar sorveteria em Vitória volta ao local do crime se passando por flanelinha

Polícia

Suspeito de tentar arrombar sorveteria em Vitória volta ao local do crime se passando por flanelinha

Tentativa de arrombamento aconteceu durante a madrugada, em Jardim da Penha. Dono do estabelecimento acionou a polícia após ver o suspeito a menos de 50 metros da loja

Suspeito foi visto vigiando os carros estacionados na rua da sorveteria onde aconteceu o crime Foto: TV Vitória

Um homem, suspeito de ter tentado arrombar uma sorveteria em Jardim da Penha, Vitória, na madrugada desta terça-feira (25), voltou ao local menos de 12 horas após o crime. Ele circulava normalmente pela região, se passando por flanelinha.

O suspeito, que chegou a furtar a sirene do alarme, foi reconhecido pelo dono do estabelecimento, Lincoln Rocha. Ele esteve no local pela manhã, para trabalhar, e levou um susto ao ver o criminoso caminhando a menos de 50 metros do local. 

"Fiquei admirado que, 10 horas depois, o cara  está lá, a 50 metros da loja, olhando os carros na rua. Chamamos a polícia e quando vimos a mochila dele tinha uma chave de fenda dentro", contou o comerciante.

A tentativa de arrombamento aconteceu por volta das 2h15. As imagens de segurança do estabelecimento mostram o suspeito mudando o posicionamento de uma câmera, usando um pedaço de papelão. Em seguida, ele faz o mesmo movimento em outro equipamento. 

As imagens não mostram o momento em que o criminoso furta a sirene do alarme. No entanto, a câmera interna da loja registra que ele ainda tenta forçar a porta do estabelecimento. Como não consegue, vai embora.

Lincoln tinha visto de casa as imagens de videomonitoramento da sorveteria, mostrando a tentativa de arrombamento. "Ele forçou um pouco a porta e foi embora. Provavelmente ele ia roubar à noite, porque já tinha danificado as câmeras. Foi o que aconteceu na loja do nosso vizinho, que um dia eles foram lá e no outro arrombaram", lembrou.

O comerciante acionou a polícia, que deteve o suspeito. No início, o rapaz teria negado, mas depois confessou o crime. Ele foi levado para a Delegacia Regional de Vitória.

No dia 14 do mês passado a mesma sorveteria foi assaltada. Na ocasião, um rapaz entrou no estabelecimento de mochila nas costas e anunciou o roubo. Depois de ameaçar os funcionários, ele pegou o dinheiro do caixa e foi embora. No entanto, durante a ação, o criminoso deixou cair a própria identidade. Com isso, ele foi facilmente reconhecido pela polícia e preso.