Lavrador de Cachoeiro suspeito de se passar por mulher para dar golpe de R$ 60 mil no amigo

Polícia

Lavrador de Cachoeiro suspeito de se passar por mulher para dar golpe de R$ 60 mil no amigo

Ele se passava por uma mulher e depois por um juiz para extorquir o próprio amigo. O suspeito agiu por um ano e meio, sem que a vítima percebesse que se tratava de um golpe

Jhon Lenon Teixeira foi preso suspeito de aplicar um golpe de R$ 60 mil no próprio amigo Foto: ​Divulgação/PC

Um lavrador de 26 anos foi preso na tarde da última quarta-feira (3), suspeito de aplicar um golpe de R$ 60 mil no próprio amigo em Cachoeiro de Itapemirim. A história é daquelas que, normalmente, são contadas em filmes.

Durante um ano e meio, Jhon Lenon Teixeira da Silva se passou por uma mulher e depois por um juiz para extorquir um agricultor de 53 anos.

Segundo o titular da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), Augusto Giorno, o caso foi denunciaram pelos amigos da vítima, que suspeitaram do golpe.

“Há um tempo os amigos do agricultor suspeitaram que ele estava caindo em um possível golpe e vieram até a delegacia registrar o boletim de ocorrência. Ontem (4), no informaram que a vítima cairia novamente e conseguimos prender o Jhon Lenon em flagrante”, explica o delegado.

O suspeito aplicou dois golpes diferentes. Ele se aproveitou do fato de serem amigos para conseguir tirar vantagem do agricultor. “A vítima tem problemas de saúde. Os problemas são na audição e na visão. Jhon Lenon sempre o ajudou e por isso, eram amigos e ele sabia que a vítima tinha dinheiro guardado no banco e de venda de café e foi quando começou a montar as histórias”, continua Giorno.

Na primeira história, ele se passava por uma mulher. “Fazendo uma voz feminina, ele ligava para a vítima. Com tempo, foram mantendo um certo tipo de relação e marcavam encontros. A vítima ia aos encontros, mas a suposta ‘mulher’ não aparecia. O agricultor mandava dinheiro para essa ‘mulher’, através do Jhon Lenon, que a ‘conhecia’. Depois de oito meses mandando dinheiro e não encontrando a mulher, a vítima parou de mandar dinheiro”, ressalta o delegado.

O suspeito foi preso em flagrante  Foto: ​Divulgação/PC

Golpe

Como não estava mais conseguindo dinheiro com a vítima, Jhon Lenon bolou o segundo plano. “Ele ligou para o telefone da vítima e se passou por um juiz. Na ligação, ele dizia que queria dinheiro para resolver umas questões de terra do agricultor, e pedia que o dinheiro foi entregue para o Jhon Lenon”, frisa.

A vítima reside sozinha no distrito de Pacotuba, zona rural de Cachoeiro. Sem familiares, os amigos passaram a se preocupar com o fato de ele estar mandando dinheiro para uma ‘mulher’ e um ‘juiz’ que não conhecia. Foi então, que baixaram um aplicativo no celular do agricultor para gravar as ligações.

“Como a vítima tinha problemas com a audição, ele não reconhecia a voz do Jhon Lenon. O agricultor é uma pessoa bastante humilde e de pouca escolaridade. Os amigos nos avisaram que ele tinha mandado R$ 350 para o suposto juiz, e seria entregue ontem (4), na praça do bairro BNH, próximo ao DPJ, e fomos até lá e o localizamos”, comenta.

De acordo com o delegado, ao saber que o ‘amigo’ era o responsável pelo golpe, a vítima chorou e hesitou em acreditar. “Ele contou que durante esse tempo ia dando quantidades picadas de dinheiro, e o valor do golpe pode chegar a R$ 60 mil. O suspeito disse que foi entre R$ 7 mil a R$ 10 mil, mas entrou em contradição nocorro depoimento”, completa.

Jhon Lenon, que já foi preso por roubo em 2011, foi autuado em flagrante por estelionato e encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim.