• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Professor de artes marciais é baleado por engano em Viana

Polícia

Professor de artes marciais é baleado por engano em Viana

Testemunhas acreditam que ele foi confundido com integrantes de gangues rivais

O carro da vítima ficou em as marcas dos tiros / Foto: Reprodução TV Vitória

Um professor de artes marciais de 35 anos foi confundido por criminosos e foi baleado no bairro Nova Betânia, em Viana. Ele estava dentro do carro e chegava em casa quando foi atingido na madrugada desta sexta-feira (3). Uma parente da vítima acordou com os disparos.

“Foi um susto enorme, pois a gente jamais esperaria uma coisa dessa com ele, pois é uma pessoa tranquila. Trabalha, que eu saiba não tem envolvimento com nada de errado”, disse a dona de cada Rosalina Neres da Silva.

O professor, de acordo com testemunhas, não teria obedecido a ordem de parada de alguns indivíduos que estavam armados. Como ele não parou, os suspeitos atiraram várias vezes. O motorista perdeu o controle e bateu com o carro na cerca de uma casa.

Segundo a polícia, o atiradores teriam ido até o carro para conferir quem era a pessoa que dirigia. Eles perceberam que era um morador, que tinham atirado contra a pessoa errada. Arrependidos, os suspeitos teriam parado outro veículo que passava e obrigado o motorista a socorrer a vítima e levá-la para um hospital.

O professor recebeu os primeiros atendimentos no Pronto Atendimento de Arlindo Vilaski e depois foi transferido para um hospital de Vila Velha e ele continua internado. De acordo com a polícia, a vítima pode ter sido confundida com integrantes de gangues rivais dos suspeitos que atiraram, já que o carro que ele dirigia era preto e com vidros escuros.

Ele, que também é sócio de uma oficina mecânica, de acordo com vizinhos, está sempre com um carro diferente e por isso pode não ter sido reconhecido pelos indivíduos antes de atirarem. Parentes afirmam que o homem não tem problemas com ninguém.

Até o final da manhã desta sexta-feira (3) nenhum suspeito havia sido localizado.