Advogadas são detidas suspeitas de repassarem recados de criminosos de dentro para fora de presídio

Polícia

Advogadas são detidas suspeitas de repassarem recados de criminosos de dentro para fora de presídio

A ação fez parte da operação “Ponto Cego”. De acordo com a polícia, outros dez mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos, inclusive dentro de presídios

Foto: TV Vitória

Duas advogadas foram detidas na manhã desta terça-feira (20) suspeitas de atuarem na transmissão de mensagens de dentro para fora de um presídio no Espírito Santo. A ação fez parte da operação “Ponto Cego”. Os recados eram enviados por meio de cartas, entregues por elas a indivíduos ligados ao crime. 

Além das mulheres, um homem que estava com liberdade provisória também foi detido. Ele já havia sido preso por homicídio e porte ilegal de arma e teria recebido uma carta de uma das advogadas. De acordo com policiais do Núcleo de Repressão às Organizações Criminosas e à Corrupção (Nuroc), as cartas chegaram até a policia por meio de denúncias anônimas. 

Um inquérito foi instaurado em abril para apurar o caso. Segundo apuração da equipe da TV Vitória/Record TV, a Ordem dos Advogados do Brasil no Espírito Santo (OAB-ES) vem acompanhando a situação das advogadas. Outros dez mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos, inclusive dentro de presídios.

* As informações são do repórter Vitor Moreno, da TV Vitória/Record TV