Casal capixaba é investigado por lavagem de dinheiro; patrimônio oculto é maior que R$ 40 milhões

Polícia

Casal capixaba é investigado por lavagem de dinheiro; patrimônio oculto é maior que R$ 40 milhões

Segundo as investigações da PF, 76 imóveis e duas embarcações foram registrados em nomes de "laranjas"

Foto: Divulgação Polícia Federal

A Polícia Federal do Espírito Santo deflagrou, na manhã desta terça-feira (20) a operação "Masqué", que investiga um esquema de lavagem de dinheiro. Um casal de empresários capixabas é investigado na operação.

Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos, em endereços residenciais e comerciais ligados aos investigados, em Vila Velha e São Paulo. 

Segundo as investigações da PF, 76 imóveis e duas embarcações foram registrados em nomes de "laranjas". O patrimônio oculto supera o valor de R$ 40 milhões. A Justiça determinou o sequestro de imóveis, embarcações e dinheiro e automóveis do casal.

A operação é um desdobramento de uma investigação que identificou fraude de U$ 100 milhões em 1178 contratos de câmbio. O esquema criminoso contava com participação de funcionários de uma corretora de câmbio. O grupo promovia a saída de divisas para o exterior repetindo as mesmas Declarações de Importação e faturas em vários contratos de câmbios diferentes, com finalidade de mandar dinheiro para o exterior de maneira ilegal.

Segundo a Receita Federal, os investigados possuem uma dívida no valor de R$ 894 milhões. Além do casal capixaba, um advogado de São Paulo, que é suspeito de oferecer "proteção" contra órgãos de fiscalização, também é investigado na operação.