VÍDEO | Catador de material reciclável morre enquanto passava por beco em Vila Velha

Polícia

VÍDEO | Catador de material reciclável morre enquanto passava por beco em Vila Velha

Homem foi atingido enquanto passava pelo local às 23h. Ele ainda tentou correr para pedir ajuda, mas caiu ferido na calçada e morreu no local

Um homem, de 44 anos, que era catador de material reciclável, acabou morto em Itapuã, Vila Velha. Os suspeitos estavam em um carro e efetuaram disparos na direção de um beco. 

Alguns moradores registraram o momento em que um carro vermelho para na frente de um beco e disparos são ouvidos. O motorista do veículo dá cobertura ao atirador. Depois de atirar várias vezes, um dos suspeitos entra no banco do carona e os dois fogem no veículo. 

O local onde o crime aconteceu é conhecido como Beco da Miséria. De acordo com populares, os mesmos criminosos voltaram outras duas vezes para atirar contra a via, em um intervalo de menos de três horas. A ação criminosa começou por volta de 20h30 desta segunda-feira (23).

Foto: Reprodução TV Vitória

"Por volta de 20h30 começou muito tiro, e depois jogaram uma bomba que fez um barulho enorme. depois, um pouco mais tarde, tiveram mais dois tiroteios e ficamos sabendo que acertaram uma pessoa", relatou uma moradora. 

O homem que atingido foi identificado pela Polícia Civil como Daniel Bonfim Lourenço. Ele morava em uma residência próxima ao beco. Moradores informaram à equipe da produção da TV Vitória/RecordTV que ele era usuário de drogas.

A vítima foi atingida enquanto passava pelo local às 23h. O homem ainda tentou correr, mas caiu ferido na calçada da avenida e morreu no local. 

O motivo dos tiroteios, segundo moradores, está ligado a disputa entre traficantes rivais. 

A comunidade reclama que ataques como esses se tornaram frequentes. Ocorrem praticamente toda semana, há mais de um mês

"Tem um mês que toda quinta-feira, tem dia marcado, que entram pessoas na rua atirando e os moradores ficam aterrorizados, porque a gente não pode ficar na rua transitando até certo horário. Então, é um toque de recolher toda semana", ressaltou uma moradora.

A Polícia Civil informou que o caso seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa de Vila Velha. Até o momento, nenhum suspeito foi detido. 

*Com informações da repórter Fernanda Batista, da TV Vitória / Record TV.