Preso segundo suspeito de balear PM na cabeça em Vila Velha

Polícia

Preso segundo suspeito de balear PM na cabeça em Vila Velha

O policial estava voltando da faculdade e pilotava uma moto. Uma amiga, que estava de carro e seguia logo atrás dele, viu toda a ação dos criminosos

O suspeito negou a participação no crime Foto: TV Vitória

O segundo suspeito de participar do assalto a um policial militar que voltava de uma faculdade, em Vila Velha, foi preso. O crime aconteceu na noite da última segunda-feira (5). Ele foi encontrado pouco tempo depois do crime. 

Otto Gomes de Oliveira Soares, de 18 anos, foi detido dentro de casa, no bairro Nova Betânia, em Viana, e levado para a Delegacia Regional de Vila Velha. Durante a manhã desta terça-feira (6) ele foi ouvido e negou ter participado do assalto. “Eles apareceram na casa do meu primo. De lá nós saímos juntos. Depois eles entraram em uma rua. Quando chegamos nessa rua já estava acontecendo [o crime]”, afirmou o detido.

O jovem é suspeito de participar, junto com outras três pessoas, do assalto ao policial militar Welton Junior, de 29 anos, que foi baleado com um tiro na cabeça, em Rio Marinho. 

O PM estava voltando da faculdade e pilotava uma moto. Uma amiga, que estava de carro e seguia logo atrás dele, viu toda a ação dos criminosos. Segundo ela, quatro homens em duas motos abordaram o amigo, que reagiu, mas acabou baleado. A amiga o socorreu e o colocou dentro do veículo até encontrar uma viatura.

O carro da amiga de Welton ficou com as marcas de sangue. Uma viatura o levou ao Hospital Evangélico, mas ele teve que ser encaminhado para o Hospital São Lucas, em Vitória, porque a bala ficou alojada na cabeça. 

A moto dele foi recuperada em seguida e um dos suspeitos da abordagem, que acabou se ferindo durante a troca de tiros, foi encontrado e encaminhado para o Hospital Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha. 

Durante a manhã desta terça-feira (6) um técnico em segurança, de 26 anos, que preferiu não se identificar, esteve na delegacia do município. Ele contou que, antes do policial ser abordado, quase foi roubado pelos dois suspeitos que estão presos. “Os dois estavam em uma moto e tentaram me fechar, mas graças a Deus passaram direto”, disse.

Veja a matéria exibida no Balanço Geral: