Preso suspeito de ter assassinado capixaba e mineiras desaparecidas em Portugal

Polícia

Preso suspeito de ter assassinado capixaba e mineiras desaparecidas em Portugal

Dinai Alves Gomes foi preso nesta segunda-feira, em Belo Horizonte, pela Polícia Federal. Ele foi levado para o presídio e, segundo a PF, poderá ser condenado a até 99 anos de prisão

Dinai é suspeito de matar a capixaba Thayane Milla Mendes (direira) e as irmãs mineiras Michelle Santana Ferreira e Lidiana Neves Santana Foto: Reprodução

A Polícia Federal prendeu, na manhã desta segunda-feira (05), o brasileiro suspeito de ter matado e escondido o corpo da capixaba Thayane Milla Mendes, de 21 anos, e das irmãs mineiras Michelle Santana Ferreira, de 28 anos, e Lidiana Neves Santana, de 16 anos, em Portugal. Dinai Alves Gomes foi preso em Belo Horizonte, Minas Gerais, em cumprimento a um mandado de prisão temporária.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão, na residência do preso, e de condução coercitiva, todos expedidos pela Justiça Federal de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Federal, o suspeito foi encaminhado para a Penitenciária Nelson Hungria, onde permanecerá à disposição da Justiça. 

Dinai foi preso sob a acusação de triplo homicídio qualificado e ocultação de cadáver contra as três brasileiras, que estavam em Portugal e haviam sido dadas como desaparecidas desde maio deste ano. Segundo a PF, ele poderá ser condenado a até 99 anos de prisão.

Thayane, Michelle e Lidiana foram encontradas mortas, em avançado estado de decomposição, no último dia 26, em uma fossa séptica de um hotel de cães na vila de Tires, em Cascais. Dinai havia trabalhado por oito anos no local, como empregado de limpeza. O rapaz mantinha um relacionamento com Michelle e a jovem inclusive estaria grávida de três meses do suspeito quando foi morta.

Os corpos das brasileiras foram submetidos a autópsia, na última terça-feira (30), e as causas das mortes das vítimas deverão ser conhecidas nos próximos dias. Na semana passada, a polícia confirmou oficialmente que um dos corpos encontrados é mesmo de Thayane

Veja a matéria exibida no Balanço Geral: