Polícia

Assassinato em frente a igreja: mulher baleada diz que local estava cheio e que tragédia poderia ter sido maior

Os disparos que atingiram a promotora, foram feitos durante o assassinato de Wilson Silva Luz, morto por uma confusão durante um jogo de futebol

Foto: TV Vitória

Uma promotora de eventos de 39 anos foi vítima de bala perdida enquanto chegava em uma igreja, no bairro Ulisses Guimarães, em Vila Velha. Os disparos vieram da arma utilizada para assassinar Wilson Silva Luz, de 32 anos, que morreu à tiros, no último domingo (15), após confusão em partida de futebol. 

Três dias depois do crime, a mulher recebeu a equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV e contou como tudo aconteceu. "Eu fui convidada para ir a uma igreja de lá, por um amigo nosso, mas assim que a gente chegou já começou o tiroteio. Foi tudo muito rápido", disse. 

A mulher teve apenas um ferimento na região da coxa, mas já está bem e se recuperando em casa com a família. O marido da vítima, que estava com ela no momento dos tiros, relatou o medo no momento. "Fiquei muito desesperado, a gente não sabia o que fazer. Botei a mão na perna dela, estava sangrando muito. Fui colocá-la no carro, mas colocaram o homem baleado lá, tive que tirá-la, mas um irmão da igreja me ofereceu o carro dele e conseguimos levar ela no hospital.", contou.  

Esta foi a primeira vez que a mulher ia ao bairro, porque o marido dela havia sido convidado para participar de um culto, em uma igreja evangélica. Os dois estavam na porta do local, cumprimentando os demais fiéis, quando a vítima foi atingida. 

Para a promotora, o mais perigoso foi o fato de que o local estava muito movimentado, inclusive, com a presença de muitas crianças. "Os disparos estavam acontecendo na altura da minha perna e tinham várias crianças ali. Crianças poderiam ter sido atingidas por aqueles tiros", afirmou. 

Os tiros

Foto: Reprodução

Os disparos que atingiram a promotora, foram feitos durante o assassinato de Wilson Silva Luz. Wilson foi morto após se envolver em uma confusão durante um jogo de futebol. 

De acordo com as testemunhas, ele deu um soco em uma rapaz, após uma discussão em campo. Os dois jogadores chegaram a se entender, mas o tio do rapaz agredido por Wilson, foi tirar satisfação e atirou contra a vítima. Os disparos causaram medo no local e, um deles, atingiu a promotora. 

A Polícia Civil infirmou que até o momento nenhum suspeito foi detido. O caso segue sendo investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa de Vila Velha.

Pontos moeda