Polícia

Na lista dos 10 mais procurados pela polícia, homem é preso acusado de matar jovem no ES

Lorrayne da Silva Andretta foi morta em maio deste ano, após se envolver em uma briga em um bar em Vitória

Gabriela Correia Singular

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação / Polícia Civil

Um dos dez criminosos mais procurados pela Delegacia de Especializada de Proteção à Mulher (DHPM) foi preso na última terça-feira (17), no bairro Inhanguetá, em Vitória. Rodrigo Braga de Jesus, vulgo "Jambão", de 21 anos, é apontado pela polícia como o autor do crime que vitimou a jovem Lorrayne da Silva Andreatta, em maio deste ano, na região da Grande São Pedro, também na Capital.

De acordo com a titular da DHPM, Raffaella Aguiar, Lorrayne havia ido em um bar, acompanhada da filha de cinco anos, quando se envolveu em uma briga. Logo em seguida, ela foi pra casa pra deixar a filha com a irmã e voltou para outro bar.

Foto: Gabriela Singular

No outro estabelecimento, a vítima se envolveu novamente em uma confusão, envolvendo a namorada de Rodrigo — que já foi ex-namorado de Lorrayne. Ao ir embora, a jovem foi surpreendida no caminho de casa pelo homem, que disparou contra ela. O tiro acertou a cabeça da vítima, que morreu na hora.

Raffaella reforça que a morte de Lorrayne não tem a ver com ciúmes, já que o acusado é ex-companheiro dela. "Ela discutiu com a namorada do investigado, à época, briga por conta de bebedeira. Como ele era integrante do movimento do tráfico de drogas, ele sentiu que ela estava afrontando seu poder dentro do movimento e resolveu matá-la por conta disso", explicou a delegada. 

IMPLOROU PELA VIDA

Ainda segundo a delegada, ao perceber que seria assassinada, a jovem chegou a levantar os braços pedindo para não ser morta. Uma câmera de videomonitoramento flagrou toda a ação.

ENVOLVIMENTO COM O TRÁFICO DE DROGAS

Segundo a delegada, Rodrigo tinha envolvimento com o tráfico de drogas da região da Grande São Pedro. Por conta do crime, ele chegou a ser expulso do movimento do tráfico e foi atuar no Forte São João e Morro do Romão. 

A polícia fez buscas por ele pelas regiões, mas ele conseguiu fugir por uma área de mata. Em Inhanguetá, ele foi detido pela polícia enquanto estava na casa de uma tia. 

Além do crime que vitimou Lorrayne, Rodrigo também é investigado por outros casos de homicídios , de acordo com a delegada. "Ele é uma pessoa extremamente fria, ele não demonstrou arrependimento. Inclusive, ele está sendo investigado em outros casos de homicídios naquela região também", finalizou.  

Rodrigo vai responder pelo crime de homicídio duplamente qualificado, sendo por motivo torpe e impossibilidade de defesa. 








Pontos moeda