• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vítima de bala perdida na Ilha das Caieiras passa por cirurgia e diz estar extremamente fragilizada

Polícia

Vítima de bala perdida na Ilha das Caieiras passa por cirurgia e diz estar extremamente fragilizada

A mulher está internada e é acompanhada por um familiar em um hospital particular, no bairro Itararé, em Vitória

Foto: TV Vitória

A técnica de enfermagem de 32 anos que foi atingida por uma bala perdida, durante um tiroteio em Vitória na madrugada do último domingo (22), passou por uma cirurgia para retirar o projétil da região da virilha. Ela se recupera bem, mas está muito abalada.

O quadro da vítima é estável e ela se alimenta normalmente. A mulher está internada e é acompanhada por um familiar em um hospital particular, no bairro Itararé, em Vitória. Ela foi atingida após uma confusão em um baile funk. A ocorrência foi no bairro Ilha das Caieiras.

Passada a cirurgia, ela aguarda o resultado de exames para saber se algum órgão foi atingido e se ela vai precisar de uma nova cirurgia. A internação foi iniciada no último domingo (22) e a vítima ainda não tem previsão de alta. Por telefone, ela disse que está extremamente fragilizada e chorando. Ela não quis passar nenhuma outra informação a respeito da internação ou sobre o fato ocorrido.

Na ocasião do crime, duas pessoas morreram após o tiroteio, causado por uma discussão. Moradores da região preferiram não gravar entrevistas, mas disseram que mais de 20 tiros foram ouvidos no momento do crime.

Rafael Gonçalves Pereira, 22 anos, e Willian Silva Costa, de 26, morreram durante a ação. Segundo a polícia, Rafael foi quem discutiu com a pessoa que estava armada. Ainda não foi esclarecida a causa da briga. No meio da confusão, William, que era amigo do atirador, também foi baleado.

Já do lado de fora, na rua, o atirador estava socorrendo William. O suspeito armado atirou para trás, pois pensou que estava sendo perseguido. Um dos tiros atingiu a técnica em enfermagem, que estava caminhando na companhia a da filha, de 14 anos. O crime ainda é investigado pela polícia.