Trio faz buraco na parede, arromba joalheria e deixa prejuízo de R$ 300 mil

Polícia

Trio faz buraco na parede, arromba joalheria e deixa prejuízo de R$ 300 mil

De acordo com a dona da loja que não quis ser identificada, os bandidos já tinham conhecimento dos horários de funcionamento do local


Com ajuda de um circuito interno de segurança, dois homens e uma mulher foram flagrados enquanto invadiam e roubavam uma joalheria localizada no bairro Laranjeiras, na Serra. Os criminosos fizeram um buraco na parede para entrar no local e causaram  um prejuízo de cerca de R$ 300 mil. 

Foto: Reprodução TV Vitória

Nos vídeos do sistema de segurança, é possível ver toda a ação, que durou cerca de 1h e 30 minutos. As imagens mostram o momento em que o primeiro suspeito entra na loja, fazendo uso do celular, se levanta e entrega o aparelho para o segundo suspeito, que não atravessou o buraco. 

Foto: Reprodução TV Vitória

"Aqui na loja entraram duas pessoas, dois homens. A loja foi aberta por um homem e uma mulher, no portão do lado da minha loja. Cavaram um buraco na parede lateral, entraram quebrando a vitrine e passaram cerca de 1 hora e meia dentro da minha loja" contou o proprietário. 

De acordo com o dono da loja que não quis ser identificada, os bandidos já tinham conhecimento dos horários de funcionamento do local. 

"Tiveram tempo para escolher o que levar, até porque já sabiam, eles já tinham vindo na minha loja antes. Tinham comprado na minha loja, estavam há mais de uma semana vendo toda a movimentação e como funcionava", informou a vítima. 

O empreendimento, que começou em 2005, não tem seguro. Entre reparos na loja e as mercadorias roubadas, o prejuízo chega a R$ 300 mil, de acordo com o comerciante. 

"Geralmente, a gente tem dificuldade pra fazer seguro por ser uma mercadoria visada para roubo. As seguradoras tem certa rejeição e não consegui fazer o seguro". 

Outro vídeo do circuito de segurança, mostra a fuga dos bandido após o roubo

As imagens mostram que enquanto um dos suspeitos estaciona o carro, a mulher e o outro homem colocam as mercadorias no porta-malas. 

Segundo a vítima, essa não é a primeira ação da quadrilha e acredita que eles também sejam responsáveis por, pelo menos, outros dois crimes similares em Cachoeiro de Itapemirim e Linhares. 

"Esses caras roubaram uma joalheria em Cachoeiro de Itapemirim, esses caras roubaram em Linhares e agora aqui na Serra. Agora onde será que vão roubar?", finalizou o empreendedor. 

Mesmo com a ajuda das imagens do sistema de segurança, os suspeitos ainda não foram identificados. 

Por nota, a Polícia Civil disse que o caso está sendo investigado. Confira a nota na íntegra:

"A Polícia Civil informa que o caso segue sob investigação da Delegacia Especializada de Segurança Patrimonial. Diligências estão em andamento e até o momento nenhum suspeito foi detido.
A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas."