Funcionário de fábrica em Vila Velha é morto a tiros por colega de trabalho

Polícia

Funcionário de fábrica em Vila Velha é morto a tiros por colega de trabalho

Sidnei Honório de Souza Júnior, de 18 anos, voltava para casa e morreu na hora. Ele estava acompanhado do irmão, que foi baleado. Suspeito foi detido logo depois

Auxiliar de produção foi morto no meio da rua logo após sair do trabalho, no bairro Industrial, em Vila Velha Foto: Reprodução

Um desentendimento entre dois colegas de trabalho terminou em morte, no início da noite desta quarta-feira (14), em Vila Velha. Um auxiliar de produção de 18 anos foi morto a tiros por um funcionário da mesma empresa em que ele trabalhava. O suspeito foi detido logo depois, com a arma do crime, e levado para a delegacia.

Após ser atingido pelos disparos, Sidnei Honório de Souza Júnior morreu na hora. No momento do crime, ele estava acompanhado do irmão, que também foi baleado. A Polícia Militar, no entanto, não identificou a vítima baleada e nem soube informar para qual hospital ela foi levada.

O crime aconteceu na Rua Waldir Junger, no bairro Industrial. Sidnei trabalhava em uma fábrica de embalagens, localizada no final da rua, e voltava para casa após mais um dia de trabalho. Ele estava junto do irmão.

Suspeito tentou fugir, mas foi detido por um policial de folga Foto: Divulgação

Segundo a PM, ao chegar em uma esquina os irmãos foram abordados por Wanderlan dos Santos Souza, mais conhecido como "Diego", que atirou várias vezes contra os dois. Sidnei morreu no local e o irmão foi socorrido e levado para o hospital.

Diego ainda tentou fugir, mas foi detido por um policial de folga, que ouviu os disparos, no momento em que subia uma rua próxima. Com o suspeito, foi encontrada uma pistola, que teria sido usada para cometer o crime. 

O acusado foi levado para a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Vitória. Em depoimento à polícia, Diego disse apenas que estaria acertando as contas com a vítima.