Funcionários de posto reagem a assalto e casal é preso em Vila Velha

Polícia

Funcionários de posto reagem a assalto e casal é preso em Vila Velha

Este é o segundo assalto registrado no posto em menos de uma semana. Na madrugada da última terça-feira, dois homens armados renderam a funcionária da loja de conveniência fazendo ameaças

Os funcionários reagiram ao assalto porque imaginaram que a arma fosse de brinquedo Foto: TV Vitória

Um casal foi preso depois que funcionários de um posto de gasolina reagiram a um assalto, na última quinta-feira (22), em Cobilândia, no município de Vila Velha. O posto foi assaltado pela segunda vez só esta semana. 

Luciana Neres foi presa suspeita de participar da ação junto com Rutenes Duarte Junior, de 27 anos. Ela afirma que entrou na loja de conveniência para comprar alguma coisa. “Entrei na loja com R$ 2 para comprar alguma coisa. Para comprar paçoca e bala”.

Uma frentista de 23 anos, que não quis se identificar, estava no posto na hora do assalto. Ela disse que viu o momento em que Rutenes sacou a arma para a menina que trabalha no caixa da loja de conveniência. “A menina do caixa reagiu e não quis dar o dinheiro. Nós vimos a arma e achamos que era de brinquedo, e aí todo mundo entrou na loja e eles começaram a gritar. Foi quando vimos que era uma arma de verdade e ele deu uma coronhada no meu colega. Pegamos um extintor e tacamos neles, e ele disse que iria atirar se a gente não se afastasse e um cliente que estava lá também foi em direção a ele”. 

O crime aconteceu por volta das 20 horas quando os suspeitos entraram na loja de conveniência se passando por clientes. O suspeito pediu um cigarro, mas ao invés de tirar uma nota de dinheiro do bolso, levantou a blusa e mostrou a arma anunciando o assalto. Após a confusão, a dupla correu por uma rua, mas foram presos pela polícia já no bairro Nova América. 

A frentista chegou a correr atrás do casal até o bairro vizinho. A cabo Goulart, da Polícia Militar, disse que com a ajuda da população os dois foram presos. “Já são bastante conhecidos por praticarem furtos na região, mas sempre conseguem fugir. Graças à ajuda da população e dos funcionários, conseguimos com êxito deter esses indivíduos”. 

Este é o segundo assalto registrado no posto em menos de uma semana. Na madrugada da última terça-feira (20), dois homens armados renderam a funcionária da loja de conveniência fazendo ameaças, enquanto outro assaltante levava o dinheiro do frentista do lado de fora. Os três fugiram, mas dois foram presos pela polícia. 

O medo é tanto que um frentista de 21 anos, que  trabalha no posto há apenas nove meses desistiu da profissão. “A insegurança é total, ficar trabalhando lá a mercê de bandido. Qualquer um que chega você já fica com medo. Esse é meu último mês, não trabalho mais lá”.