Preso um dos suspeitos de atirar contra policiais civis durante operação na Serra

Polícia

Preso um dos suspeitos de atirar contra policiais civis durante operação na Serra

Domingos Ramos da Silva Nascimento, de 27 anos, chegou a ser baleado e levado para o hospital. Após ter alta, ele foi levado para a DCCV do município

Domingos negou participação no tiroteio, mas foi reconhecidos pelos policiais e preso Foto: TV Vitória

A polícia prendeu um dos suspeitos de ter atirado contra policiais civis da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) da Serra, na madrugada desta sexta-feira (21), durante um cumprimento de mandado de prisão no bairro Central Carapina. Domingos Ramos da Silva Nascimento, de 27 anos, chegou a ser baleado e levado para o hospital. Após ter alta, ele foi preso e levado para a DCCV do município.

"Por volta das 6h20, 6h30 da manhã, recebemos uma informação de que uma pessoa baleada havia dado entrada no [hospital] Vitória Apart e que essa pessoa pediu para que não fosse acionada a polícia", ressaltou o delegado Marcus Vinícius Rodrigues de Souza, da DCCV.

De acordo com a polícia, em depoimento, Domingos negou envolvimento na troca de tiros. No entanto, para o delegado, não resta dúvida da participação do rapaz no crime. "Ele nega estar no local, mesmo tendo sido reconhecido. Ele falou: 'não, não era eu não. Eu não estava lá. Você me confundiu'", disse Marcus Vinícius.

Ainda de acordo com o delegado, Domingos já possui outras passagens pela polícia. Os investigadores da DCCV da Serra já identificaram os outros envolvidos na troca de tiros e a polícia agora espera prender todos o mais breve possível.

"Nossa equipe já está na rua colhendo informações. Já conseguimos identificar alguns elementos envolvidos nessa troca de tiros e é questão de tempo para que possamos pedir o mandado de prisão desses elementos e efetuar a prisão dos mesmos. De uma coisa eles podem ter certeza: nós vamos prender todos eles", garantiu Marcus Vinícius.

Tiros

Viatura descaracterizada da Polícia Civil ficou com várias marcas de tiros no parabrisa Foto: TV Vitória

Durante a madrugada desta sexta-feira, uma equipe da DCCV da Serra realizava uma operação para prender o último suspeito da participação de um triplo homicídio, ocorrido no bairro Jardim Tropical. Cinco policiais e um delegado participavam da operação.

No momento em que os policiais decidiram retornar para a delegacia, foram surpreendidos por cerca de dez homens, que já chegaram atirando. Os policiais revidaram e um dos suspeitos foi baleado. O parabrisa dianteiro da viatura descaracterizada ficou marcado pelos disparos. 

O delegado envolvido na troca de tiros, que preferiu não ser identificado, ficou ferido na mão no momento em que se protegia dos tiros. Ele chegou a divulgar um áudio após o tiroteio.

"Eram 4h15 e nos deparamos com cerca de 10 indivíduos armados. Eles vieram enquadrando a gente. Tivemos que trocar tiros de dentro da viatura mesmo. Nós estávamos em seis. Hoje eu vi o que é ser polícia, principalmente os amigos da Polícia Militar, sentimos o que eles passam na rua. Mas isso não vai ficar assim não. Já identificamos qual foi a gangue que atirou na gente, nós vamos sufocar e vamos pegar um por um, para eles aprenderem que com a polícia não se brinca", disse o delegado.