Polícia

Pais de criança feita refém em escola de Vila Velha pedem transferência da filha de instituição

A menina de 9 anos ficou sob o domínio de um adolescente de 17 anos armado com uma faca na tarde da última quarta-feira (30), por volta das 14h

Foto: Reprodução/TV Vitória

Os pais da estudante feita refém por um ex-aluno da Unidade Municipal de Ensino Fundamental (Umef) Professor Paulo César Vinha, localizada na região do bairro Terra Vermelha, em Vila Velha, pediram a transferência da menina para outra instituição de ensino na manhã desta quinta-feira (31).

A menina de 9 anos ficou sob o domínio de um adolescente de 17 anos armado com uma faca na tarde da última quarta-feira (30), por volta das 14h. A situação só foi ter fim após duas horas de negociação entre policiais militares e o rapaz. A criança foi liberada sem ferimentos.

A irmã do adolescente, que não quis se identificar, disse que o rapaz chegou a ficar cinco vezes internado no setor psiquiátrico do Hospital Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, para tratamento de uma série de problemas psicológicos. Há dois meses, segundo ela, o irmão teria mudado o comportamento.

Após o trauma

De acordo com o diretor da instituição de ensino, a professora que ministrava a aula quando o incidente ocorreu foi liberada do trabalho nesta quinta-feira (31). A profissional, porém, deve voltar às salas de aula na sexta-feira (01).

Embora as atividades da escola tenham sido normalizadas, uma parte dos 560 estudantes dos ensinos fundamental e médio não compareceram nesta manhã. Do total, cerca de 30% faltaram às aulas, o equivalente a uma média de 150 alunos. Responsáveis pelos estudantes teriam ficado receosos após o ocorrido. Segundo a direção da unidade escolar, psicólogos serão disponibilizados para prestar atendimento às vítimas.

* As informações são do repórter Matheus Brum, da TV Vitória/Record TV

Pontos moeda