Polícia

Suspeito de atropelar e matar enfermeiro é solto após Justiça reduzir fiança para R$ 5 mil

A primeira fiança estipulada pela Justiça foi de R$ 50 mil

Foto: Leitor/whatsapp

Lucas Schneider, de 23, suspeito de atropelar e matar o enfermeiro aposentado Luiz Cláudio Ferreira da Silva, de 62, no dia 29 do último mês, no bairro Guaranhuns, em Vila Velha, foi liberado do sistema prisional de Viana, após a defesa do motorista conseguir na Justiça a redução da fiança para R$ 5 mil. 

"Meu irmão foi atingido por um elemento que já era um reincidente no trânsito. Ele estava visivelmente embriagado. Isso foi comprovado com o teste de bafômetro. Agora, com 10% do valor da fiança ele foi solto. É revoltante e estamos indignados", lamentou o irmão do aposentado.

Na época em que foi preso, o motorista passou por exames, que comprovaram que ele estava embriagado. Por conta disso, ele foi conduzido ao presídio de Viana. No mesmo período, através de uma decisão da Justiça, foi estipulado ao motorista uma fiança de $50 mil. 

No entanto, a defesa do rapaz recorreu e a Justiça voltou atrás na decisão, reduzindo o valor do pagamento para R$5 mil. Lucas pagou a quantia e conseguiu sair da cadeia na tarde de segunda-feira (22).  

O acidente

Foto: Leitor | Whatsapp Folha Vitória

No dia do acidente, Luiz Cláudio Ferreira da Silva, de 62 anos, conduzia uma motocicleta pela avenida principal do bairro Jardim Guaranhuns, em Vila Velha, quando foi atropelado pelo motorista de 23, que estava visivelmente embriagado, informou a polícia.

A vítima chegou a ser socorrida por uma equipe do Samu, mas não resistiu aos ferimentos, morrendo ainda no local. Luiz Cláudio deixou três filhos.

Prisão do motorista

No dia do crime, o motorista identificado pela polícia como Lucas Schneider de 23 anos, foi levado para o Hospital Antônio Bezerra de Farias, onde recebeu os primeiros socorros. Em seguida, o rapaz foi conduzido para Delegacia Regional de Vila Velha, onde fez o teste do bafómetro e foi constatado sinais de embriaguez.

Na delegacia, em depoimento, o motorista contou que voltava de um motel, onde estava acompanhado de amigos e três mulheres. Ele disse que havia deixado uma das meninas no bairro Jardim Guaranhuns, quando colidiu com o motocicleta. Os outros ocupantes do carro não ficaram feridos.

Ainda na delegacia, segundo a Polícia Civil, o motorista fez o teste do bafômetro que  apontou 0,77 m/L de álcool no sangue do condutor. Ele foi preso. 

Pontos moeda