• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Polícia prende quarto suspeito de participar da morte do filho de sargento na Serra

Polícia

Polícia prende quarto suspeito de participar da morte do filho de sargento na Serra

A motivação do crime, de acordo com as investigações, seria porque a vítima teria conversado com a ex-mulher do apontado como mandante do crime

Foto: Divulgação

O quarto suspeito de participação no caso da morte de um chapeiro, em agosto deste ano, na Serra, foi detido durante uma operação da Polícia Militar. Wellington Bispo Santos, vulgo 'Sapão', de 34 anos, pode estar envolvido no crime que tirou a vida de Daniel Moreira, de 23 anos.

Contra o suspeito havia dois mandados de prisão em aberto por duplo homicídio e também por participação no assassinato do rapaz, que é filho de um sargento da Polícia Militar. O crime aconteceu no bairro das Laranjeiras e as investigações apontam que tenha sido motivado por ciúmes.

Wellington foi preso na manhã de quinta-feira (29), em Manguinhos, durante a sétima edição da Operação Sentinela. As investigações da polícia apontaram que o suspeito teria cedido a arma usada no assassinato da vítima.

Há cerca de duas semanas, a polícia desvendou o crime e três suspeitos foram presos. O mandante, um funcionário dele e o homem que foi pago para atirar em Daniel. Nenhum deles tinha passagem pela Justiça. Agora, um último suspeito foi encaminhado para o Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa da Serra e após o cumprimento do mandado de prisão em aberto, será encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.

Leia também: Suspeito de matar jovem por ciúmes da ex é preso e polícia descobre plano de novo homicídio

Daniel foi assassinado no dia 03 de agosto deste ano na frente da casa em que morava com a família, em Jacaraípe, na Serra. Ele tinha acabado de sair do trabalho e percebeu que estava sendo seguido por dois homens. Ele foi atingido por dois disparos. Um deles atingiu a nuca da vítima.

Os primeiros socorros foram feitos pelo próprio pai. Ele chegou a ser internado no hospital Jayme Santos Neves, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Na época do crime, uma amiga da família contou que o jovem era alegre e que não tinha problemas com ninguém.

*Com informações da repórter Gabriela Valdetaro, da TV Vitória/RecordTV