Idosa de 60 anos é baleada por neto em Vila Velha

Polícia

Idosa de 60 anos é baleada por neto em Vila Velha

Adolescente alegou para a Polícia Militar que manuseava uma pistola calibre 380 na sala de casa e o tiro teria sido acidental. A mulher foi socorrida para um hospital e a polícia foi acionada. A arma não foi encontrada

Redação Folha Vitória

Redação Folha Vitória
Foto: Alessandra Ximenes / TV Vitória

Uma idosa, de 60 anos, foi baleada no abdômen, no bairro Jaburuna, em Vila Velha. O autor do disparo seria o neto da vítima, um adolescente de 15 anos. O fato aconteceu na tarde desta terça-feira (05) e o tiro teria sido acidental.

Para a polícia o autor do disparo contou que estava manuseando uma arma na sala de casa. Em um certo momento, a pistola calibre 380 disparou acertando a avó. Ela foi socorrida para o Hospital Antônio Bezerra de Farias, na mesma cidade. Ela teve alta no começo da tarde desta quarta-feira (06).

Ao chegar no local para o atendimento médico, a equipe do hospital acionou a Polícia Militar, seguindo um protocolo padrão em casos desse tipo. No local, a polícia encontrou a neta da vítima, irmã do autor do disparo. Para os PMs, a jovem contou que o disparo teria sido acidental.

O pai do adolescente contou para a equipe da TV Vitória, sem gravar entrevista, que o filho estava na casa da mãe e disse que portava uma arma na cintura. Quando a retirou para tirar o pente, ela disparou e um tiro atingiu a avó. De acordo com o pai, depois do disparo, o adolescente pediu ajuda na rua e a idosa foi socorrida por moradores.

Assim que a idosa foi trazida para o hospital, o adolescente foi para a casa do pai, no bairro Santa Inês, pedindo para passar a noite com ele. Mas a Polícia Militar foi acionada e o garoto acabou apreendido no local.

Aos policiais, o pai que contou que tinha conhecimento da situação e que o menor não morava com ele. O menor foi apreendido e, de acordo com a polícia, não tem passagem pela Justiça.

O caso foi registrado no Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), em Vitória. A pistola não foi encontrada. O pai afirmou que não sabia da existência da arma.

*Com informações das repórteres Jéssica Cardoso e Alessandra Ximenes, da TV Vitória/Record TV