VÍDEO | Suspeitos ameaçam atirar em mulher durante assalto

Polícia

VÍDEO | Suspeitos ameaçam atirar em mulher durante assalto

Ao ser abordada pelo assaltante, a vítima saiu correndo e foi perseguida. Os criminosos ameaçaram atirar caso ela não entregasse os pertences

Duas amigas foram assaltadas por três homens em uma rua na Praia de Itaparica, em Vila Velha. Durante a ação, ocorrida na noite de terça-feira (19), um dos criminosos agrediu uma das vítimas. Os assaltantes ainda ameaçaram atirar em uma das mulheres.

Foto: Reprodução TV Vitória

As câmeras de segurança de um prédio da região flagraram a ação do trio. Nas imagens, é possível ver o momento em que uma das mulheres é abordada logo após sair do carro. 

A vítima saiu correndo e foi perseguida por um suspeito. Ao ser alcançada, ela jogou o celular no chão e foi violentamente empurrada pelo criminoso. 

O homem pegou o aparelho e voltou até a mulher para pegar a chave do carro. A vítima resistiu e acabou agrida. Após conseguir pegar a chave, os suspeitos se aproximaram do carro. 

Para tentar escapar, a outra mulher entrou rapidamente no veículo e se trancou. Os suspeitos não conseguiram abrir o carro e, por isso, fugiram correndo.

LEIA TAMBÉM: VÍDEO | Mulher é baleada durante tentativa de assalto na porta do trabalho em Vila Velha

Um dos momentos mais tensos do assalto, segundo uma das vítimas, foi quando um dos criminosos deu a ordem para o comparsa atirar.

"Ele queria a chave do carro. Como ela tentou não dar para ele, disse que não estava com ela, ele começou a agredir ela. Um outro comparsa pediu para ele atirar. Ela ficou desesperada e entregou a chave", contou. 

A vítima que foi agredida teve um ferimento no pé e precisou de atendimento médico. As duas amigas estão traumatizadas e com sentimento de revolta.

"Saber que a polícia uma hora vai prender e a Justiça vai soltar é o que mais revolta. Acho que desanima até a polícia de trabalhar", desabafou.

A Polícia Civil disse que o caso foi registrado na Delegacia Regional de Vila Velha e está em investigação. Até o momento, ninguém foi detido.

*Com informações da repórter Milena Martins, da TV Vitória/Record TV.