Francês é preso acusado de esfaquear a mulher após encontrá-la com novo namorado em Vila Velha

Polícia

Francês é preso acusado de esfaquear a mulher após encontrá-la com novo namorado em Vila Velha

O suspeito disse que durante a madrugada resolveu ir até a casa da esposa. Como não a encontrou no quarto do casal, ele foi até a cozinha e pegou uma faca. A vítima estava com outro homem

Alexandre disse que cometeu o crime por ciúmes Foto: TV Vitória

Um francês de 41 anos, suspeito de esfaquear a mulher, se entregou à polícia na noite da última quinta-feira (06). De acordo com a polícia, Alexandre Jean François Gutierrez teria agredido a esposa de 32 anos.

Em depoimento, ele disse que durante a madrugada resolveu ir até a casa da esposa. Como não a encontrou no quarto do casal, ele foi até a cozinha, pegou uma faca e a procurou pela residência. A vítima estava em outro quarto, dormindo com outro homem. 

Alexandre contou que ficou parado olhando a cena por cerca de dez minutos. Depois, ele acordou a mulher e a agrediu. Porém, segundo a delegada Millena Chaves Senhorinho, da Delegacia da Mulher, a esposa do francês apresentou outra versão. “Ela falou que ela já foi acordada com uma facada no lado esquerdo do rosto, próximo ao ouvido. Ele teria dito que ela iria morrer naquele momento, que ele iria matá-la nem que fosse preciso ficar 15 anos preso”, afirma.

Segundo a polícia, não é a primeira passagem de Alexandre pela Justiça. Na última quarta-feira (05), o homem foi solto depois de passar dois meses no presídio acusado de agredir a esposa. Ele voltaria para a França nesta quinta-feira (06) e foi orientado pelo Consulado Francês a ficar em um hotel até o momento da viagem.

Alexandre e a esposa estão casados há 11 anos, mas a mulher contou à polícia que não quer continuar com a relação. No momento em que foi esfaqueada, ela estava com o atual namorado, um adolescente de 17 anos, que também foi ferido por Alexandre. 

De acordo com informações da polícia, o francês tem uma padaria no bairro Barramares, em Vila Velha. O adolescente é funcionário do local.

O suspeito afirmou que é apaixonado pela esposa e cometeu o crime motivado por ciúmes. “Se eu a agredi, somente o advogado ou o juiz que poderão falar isso. Eles que vão demonstrar a verdade. Hoje eu posso falar e ninguém vai acreditar. Eu sou sozinho, ninguém pode testemunhar por mim. Deixa a justiça trabalhar”, disse.

Alexandre foi autuado na Lei Maria da Penha, por invasão e por dupla tentativa de homicídio. Ele foi levado para o Centro de Triagem de Viana. Segundo a delegada Millena Chaves Senhorinho, o casal tem um histórico longo de brigas e de idas a delegacia. “Comigo, aqui no plantão, eles já vieram uma vez. Já vieram três vezes com uma colega, isso é o que mais acontece”, afirma.