Frentista é assassinado com vários tiros em posto de combustível de Cachoeiro

Polícia

Frentista é assassinado com vários tiros em posto de combustível de Cachoeiro

Familiares contaram à polícia que a vítima vinha recebendo ameaças e temia pela vida. Ele estava trabalhando no momento em que foi surpreendido por dois homens em uma moto

O frentista Juscelino Silva de Oliveira foi assassinado com vários tiros na manhã desta quarta-feira (9), em Cachoeiro Foto: ​Kelvyn Mantuan

Um frentista de 36 anos foi assassinado com vários tiros na manhã desta quarta-feira (9), no posto onde trabalhava, na avenida Bolívar de Abreu, no bairro Aquidaban, em Cachoeiro. O crime aconteceu por volta das 8h40. Juscelino Silva de Oliveira, conhecido como ‘Cigano’, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima estava trocando o óleo do veículo de um cliente, quando foi surpreendido por dois homens, que estava em uma moto, e efetuaram dois disparos. Ele foi atingido e tentou correr até o local, onde é feita calibragem de pneus, mas os suspeitos continuaram atirando. 

Os funcionários do posto contaram que chegaram a ouvir cinco disparos. Juscelino não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os suspeitos fugiram após o crime e não foram localizados pela polícia, que fizeram buscas pela região.

O frentista residia no bairro Nossa Senhora Aparecida, e familiares contaram aos policiais que ele vinha recebendo ameaças e temia pela vida. Os familiares contaram ainda que ele não tinha registrado boletim de ocorrência das ameaças.

Policiais civis da Delegacia de Crimes Contra a Vida (DCCV) de Cachoeiro estiveram no local para apurar o caso. A polícia acredita que o crime tenha sido uma execução por vingança, e começará a ouvir as testemunhas na tarde desta quarta-feira.

Abalada, a esposa da vítima não quis falar sobre o ocorrido. O corpo de Juscelino foi encaminhado ao Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro.