Taxa de homicídios cresceu no interior do ES; Região Noroeste lidera

Polícia

Taxa de homicídios cresceu no interior do ES; Região Noroeste lidera

Com exceção da Região Serrana, todas as demais registraram aumento no número de assassinatos, informou a Secretaria de Estado de Segurança Pública

Marcelo Pereira

Redação Folha Vitória
Foto: Rodrigo Pinheiro
Nova Venécia, na Região Noroeste, dobrou o registro de homicídios no período de janeiro a outubro nos anos de 2020 e 2021

Aquela imagem de tranquilidade de cidades do interior tem ficado somente na lembrança dos moradores mais antigos. Dados do Painel de Homicídios, elaborado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), apontam que, fora da Região Metropolitana, casos de violência extrema também têm sido frequentes em cidades menores e até aumentaram do ano passado para cá. Inclusive até mais que os índices da Grande Vitória.

Com exceção da Região Serrana, todas as demais regiões do interior capixaba tiveram acréscimo na taxa de homicídios dolosos (quando há intenção de matar), na comparação  entre janeiro e outubro de 2021 com a do mesmo período do ano anterior. 

A Região Noroeste é a que mais chama a atenção com o maior aumento: 37% nos registros . De janeiro a outubro deste ano, foram registrados 137 homicídios. No mesmo período de 2020, 100 assassinatos. A região engloba municípios como Colatina, São Gabriel da Palha, Baixo Guandu, Montanha, Mantenópolis, Água Doce do Norte, Pancas, entre outros. 

Nova Venécia, com população estimada em 50.751 habitantes, é a campeã em registro no Noroeste capixaba nesses 10 meses de 2021: foram 18 assassinatos. No ano anterior, foram 9, ou seja, o índice de violência dobrou.

Já Pinheiros, com população estimada em 27.601 habitantes, e São Gabriel da Palha, com 39.085 habitantes, registraram, cada, 17 homicídios entre janeiro e outubro deste ano.  No ano anterior, foram 10 em Pinheiros e 8 em São Gabriel.

Até cidades que não tinham registros de assassinatos no período pesquisado em 2020 passaram a aparecer na estatística da Sesp. Foi o caso de Governador Lindenberg, que passou de zero assassinatos em 2020 para 3 homicídios. A pacata Mucurici, com 5.468 habitantes, viu os registros de homicídios saírem do zero absoluto para 2 em 2021. Surpreendente, porém, é São Domingos do Norte, que saiu de nenhum homicídio entre janeiro e outubro de 2020 para 9 no mesmo período deste ano.

Colatina, a maior cidade e referência na Região Noroeste com 124.283 habitantes, viu o registro de homicídios reduzir de 11 assassinatos para 8 entre janeiro e outubro deste ano.

Linhares lidera ranking de homicídios na Região Norte

A cidade de Linhares lidera o ranking de homicídios na Região Norte. De janeiro a outubro deste ano foram registrados no município mais populoso da região um quantitativo de 68 assassinatos. No ano passado, no mesmo período, foram 57 homicídios. Linhares atualmente tem 179.755 habitantes.

São Mateus viu sua taxa deste tipo de crime crescer também. Foram 38 homicídios nos 10 primeiros meses de 2021 e 28 no mesmo período em 2020. Conceição da Barra saiu de 18 homicídios de janeiro a outubro em 2020 para 26 assassinatos de janeiro a outubro deste ano.

A Região Norte registrou, segundo o Painel de Homicídios, aumento de 12,4%. Foram 170 no período pesquisado do ano anterior e 191 de janeiro a outubro deste ano.

Região Sul tem aumento de 15,4% na taxa de crimes dolosos

A Região Sul teve aumento de 15,4% na taxa de homicídios dolosos: foram 90 de janeiro a outubro deste ano contra 78 no mesmo período do ano passado. 

A cidade de Cachoeiro de Itapemirim foi a que mais registrou homicídios com 21 crimes este ano. Mesmo assim, o município vive uma redução, pois no período pesquisado de janeiro a outubro de 2020 foram 29. 

Foto: Divulgação / Prefeitura de Guaçuí
Guaçuí teve aumento de 100% no n´úmero de homicídios

Cidades menores que Cachoeiro, porém, foram na contramão e tiveram aumento nos assassinatos. Jerônimo Monteiro saltou de nenhum homicídio em 2020 para três este ano. Mimoso do Sul pulou de 2 para 5. Piúma e Guaçuí tiveram aumento de 100% em seus índices: ambos os municípios ampliaram de 3 para 6 assassinatos.

Leia também: 

>> Convênio permite que prefeitos paguem por mais policiais no interior

>> Serra, Cariacica e Vila Velha são as cidades com mais homicídios registrados em 2021 no ES

Região Serrana: única no interior a registrar redução

Formada por 18 municípios, a Região Serrana foi a única no interior a registrar redução na taxa de homicídios. Segundo a Sesp, os registros caíram de 50 homicídios entre janeiro e outubro de 2020 para 48 no mesmo período deste ano. Uma queda de 4%.

Foto: Prefeitura de Ibatiba
Cidade de Ibatiba teve o maior aumento no número de homicídios na Região Serrana

Ibatiba foi a que teve o maior aumento do número de homicídios na comparação entre os 10 primeiros meses de 2020 e entre os 10 primeiros meses de 2021: de 6, em 2020, para 10, em 2021. 

Já Domingos Martins ficou no mesmo patamar, registrando 2 homicídios tanto no período pesquisado deste ano quanto no do ano passado.

Muitos apresentaram quedas como Marechal Floriano (de 4 para 1 homicídio entre janeiro e outubro de 2020), Brejetuba (de 9 para 2 homicídios), Afonso Cláudio (de 8 para 6), Santa Teresa (de 3 para 2). 

Muniz Freire, Laranja da Terra e Itarana registraram 1 homicídio entre janeiro e outubro de 2020. Este ano, não houve assassinatos entre os habitantes dessas cidades. 

Santa Leopoldina ampliou de 1 homicídio no período do ano passado para 4 registros. 

Adolescente foi apreendido por matar irmã de 11 anos e primo de 6 anos a facadas em São Gabriel da Palha

Um dos casos recentes de homicídios registrados na Região Noroeste foi o  assassinato de duas crianças mortas a facadas, na tarde do dia 27 de outubro, em São Gabriel da Palha. Segundo a polícia, as vítimas eram um menino e uma menina, e tinham 6 e 11 anos de idade.

O crime deixou a cidade em estado de choque. Um adolescente de 16 anos foi apreendido pela polícia e levado para a delegacia do município, onde prestou depoimento. De acordo com o delegado da cidade, Rafael Caliman, a menina, de 11 anos, era irmã adotiva do adolescente, e o garoto, de 6, era primo. As duas vítimas não resistiram aos ferimentos.

O crime aconteceu na casa da família. Segundo o delegado, as duas crianças estavam brincando e arrumando mochilas, quando foram atacadas pelo adolescente, que estava sozinho com elas em casa.

Chacina em Conceição da Barra: quatro pessoas são assassinadas em bar

Já na Região Norte, chamou a atenção o registro de uma chacina. Quatro pessoas foram assassinadas em um bar numa sexta-feira, 13 de agosto, no município de Conceição da Barra. Um homem atirou várias vezes de dentro de um carro. 

O crime aconteceu em uma região do município conhecida como "Braço do Rio". Três homens e uma mulher foram assassinados.

Quando a Polícia Militar chegou ao local dos disparos, dois homens já estavam sem vida no chão do estabelecimento, a proprietária e outro homem foram encontrados baleados, chegaram a ser levados para um hospital, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

Nenhum morador soube informar que é o autor dos disparos e a possível motivação do crime.