Mãe confessa que enforcou e matou filho de 2 meses em Ecoporanga

Polícia

Mãe confessa que enforcou e matou filho de 2 meses em Ecoporanga

A mulher será encaminhada para o Centro Prisional Feminino de Colatina

Foto: Divulgação / PCES
Imagem ilustrativa

A mãe do bebê de dois meses, que morreu enforcado, confessou a autoria do crime, que aconteceu na manhã deste domingo (13), na zona rural do município de Ecoporanga, no Noroeste do Espírito Santo. Segundo a Polícia Civil, ela afirmou que sofre de depressão pós-parto.

A Polícia Civil informou que os pais do bebê foram conduzidos à Delegacia Regional de Barra de São Francisco ainda no domingo, onde prestaram depoimento. A mãe confessou a autoria do crime. Ela declarou que asfixiou o filho e fingiu ter sido amarrada e vendada.

A mãe foi autuada em flagrante pelo crime de homicídio qualificado e pelo crime previsto no artigo 347 no Código Penal: Inovar artificiosamente, na pendência de processo civil ou administrativo, o estado de lugar, de coisa ou de pessoa, com o fim de induzir a erro o juiz ou o perito.

A mulher será encaminhada para o Centro Prisional Feminino de Colatina. O corpo do bebê foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Colatina, para ser liberado para os familiares e para ser feito o exame cadavérico.

As primeiras informações da Polícia Militar eram de que o pai da criança compareceu a 2ª Companhia do 1º Pelotão do 11º Batalhão da Polícia Militar, informando que saiu de casa, durante a madrugada, para tirar leite e, ao retornar, encontrou seu filho, enforcado e já morto, e sua esposa com as mãos e os pés amarrados.

A Polícia Militar informou, ainda, que o homem relatou que estava sofrendo ameaças.