Costureiro esquartejado no ES: delegado não descarta hipótese de latrocínio

Polícia

Costureiro esquartejado no ES: delegado não descarta hipótese de latrocínio

As investigações do crime que deixou um costureiro morto no norte do Estado ainda continuam. O corpo de Alessandro Guimarães da Fonseca, de 23 anos, foi encontrado esquartejado na localidade de Córrego da Lapa, região que fica entre São Gabriel da Palha e Nova Venécia, no último dia 29 de abril.

De acordo com o delegado que investiga o caso, João Seidel, a hipótese de latrocínio não é descartada. Isso porque alguns pertences da vítima desapareceram. “Ainda é cedo para ter um posicionamento, mas estamos investigando. Muitas pessoas já foram ouvidas e até esta quinta-feira (8) podemos ter algo mais completo”, explicou o delegado.

Ainda segundo Seidel, a maioria das testemunhas já prestou depoimento, mas ainda não há um suspeito e ninguém foi preso. O delegado não divulga outras informações para não atrapalhar as investigações. 

O crime
As partes do corpo de Alessandro foram dentro encontradas de sacolas plásticas. O costureiro estava desaparecido desde o dia 25 de abril, 15 dias antes do casamento. Populares passavam pela entrada do córrego quando avistaram um corpo esquartejado e, em seguida, acionaram a polícia. O corpo passou por perícia em Colatina, no Noroeste do Estado, e foi enterrado na última quarta-feira (30).