Detento arma emboscada em hospital, algema agente e foge com capangas em Vila Velha

Polícia

Detento arma emboscada em hospital, algema agente e foge com capangas em Vila Velha

O motivo da internação do reeducando não foi divulgado pela Sejus. Com o agente penitenciário imobilizado, os comparsas de Georges deixaram o hospital tranquilamente

Homem continua foragido Foto: Divulgação/Sejus

Um reeducando do sistema penitenciário do Espírito Santo fugiu após planejar uma emboscada para um agente penitenciário, na noite do último domingo (24), em um hospital particular de Vila Velha.

O interno, identificado como Georges Boueri Neto, de 21 anos, foi internado em um hospital de Vila Velha, mas tinha, na verdade, planejado uma fuga. Dois homens foram até o hospital resgatá-lo. O agente penitenciário que acompanhava o detento chegou a ser algemado dentro do hospital.

Georges foi condenado, em 2015, por homicídio e estava internado sob escolta em um hospital particular localizado no bairro Divino Espírito Santo. Em uma imagem divulgada pela Secretaria Estadual de Justiça (Sejus), o homem aparece com o joelho enfaixado, mas, o motivo da internação, não foi divulgado pela Sejus.

Os agentes penitenciários não foram autorizados a falar com a imprensa. De acordo com informações de testemunhas, o interno era escoltado por apenas um agente. O servidor teria sido rendido por dois homens e algemado dentro do hospital. Com o agente imobilizado, a dupla saiu com o preso tranquilamente. Os suspeitos teriam fugido em um veículo que os aguardava no estacionamento do hospital.

A Polícia Militar foi acionada e esteve no local. Agentes penitenciários também estiveram no hospital e, em seguida, para a delegacia regional de Vila Velha.

Georges cumpria pena por homicídio há um ano, no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Xuri, em Vila Velha. Segundo a polícia, o fugitivo atua no tráfico de drogas de Ilha dos Ayres, bairro vizinho ao local onde foi resgatado. Até a publicação desta reportagem, Georges Boueri Neto não havia sido localizado.

Em nota, a Secretaria Estadual de Justiça (Sejus) informou que as circunstâncias da fuga estão sendo investigadas. O fugitivo continua sendo pela Polícia Militar e quem tiver informações pode entrar em contato com o Disque-Denúncia pelo telefone 181.

O crime

Crime aconteceu na Praia da Costa Foto: Arquivo/TV Vitória

Georges Boueri Neto foi preso em julho de 2015, após confessar ter assassinado Felipo Barbosa, filho de um escrivão da Polícia Federal. O homicídio aconteceu na Praia da Costa, em Vila Velha.

Na época, Georges foi encontrado em uma rua próximo ao local do crime e estava com o joelho quebrado por ter tentado pular um muro para fugir dos policiais. O homem confessou que matou Felipo por vingança.