Vigilante é morto ao reagir a assalto após sair de banco na Serra

Polícia

Vigilante é morto ao reagir a assalto após sair de banco na Serra

Depois de sacar o dinheiro, o homem parou para comer um churrasquinho. Em seguida, ele foi para dentro do carro, onde começou a contar as notas

O suspeito pediu para que Manoel seguisse para a Avenida Audifax Barcelos Foto: TV Vitória

Um vigilante de 50 anos foi morto a tiros após reagir a um assalto. O crime aconteceu na noite da última quarta-feira (29) quando Manuel Sobrinho da Silva Neto e um amigo foram até um banco, em Jacaraipe, na Serra, para sacar R$ 1 mil. O dinheiro seria emprestado a esse amigo, que precisava resolver uns problemas pessoais.

No Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, o irmão de Manuel contou que soube da notícia da morte por volta de 1 hora desta quinta-feira (30). “Ele foi assassinado na reação de um assalto. Ele reagiu e levou um tiro. Até então foi o que eu fiquei sabendo”, disse Carlos Roberto Martins.

Depois de sacar o dinheiro, Manuel ainda parou para comer um churrasquinho. Em seguida, ele foi para dentro do carro, onde começou a contar as notas. Foi neste momento em que ele foi abordado por um rapaz, que estava armado, e anunciou assalto. 

O suspeito pediu para que Manoel seguisse para a Avenida Audifax Barcelos. Lá ele orientou que a vitima seguisse por uma área em obras. O local estava bastante escuro e coberto de lama. O bandido exigiu dinheiro e pertences das vítimas, mas na hora de entregar o dinheiro e os objetos, Manuel teria reagido. 

O criminoso foi mais rápido e efetuou o disparo. O amigo da vítima conseguiu correr para o mato e escutou mais quatro tiros sendo disparados. Um deles atingiu a cabeça do homem, que morreu na hora. O amigo dele percorreu cerca de um quilômetro a pé até chegar ao Terminal de Jacaraípe, onde buscou socorro. 

A polícia foi acionada, mas até o momento o carro e o suspeito não foram localizados.