Após denúncias, polícia flagra rinha de galos nos fundos de bar em Castelo

Polícia

Após denúncias, polícia flagra rinha de galos nos fundos de bar em Castelo

No local, os policiais encontraram 17 galos que eram mantidos em pequenas gaiolas, além de objetos comuns na prática no crime, como tambor, remédios e biqueiras para treino

Os galos eram mantidos em pequenas gaiolas, com pouca ventilação e iluminação nos fundos do bar Foto: ​Divulgação/PMA

A Polícia Militar Ambiente flagrou, no fim de semana, a realização de uma rinha nos fundos de um bar, localizado no bairro Independência, no município de Castelo. O responsável pelo local responderá por crime ambiental.

De acordo com a Polícia Ambiental, denúncias apontavam a prática no local. Os militares foram até o bar e lá encontraram 17 galos índios, que eram mantidos aprisionados em gaiolas com pouco espaço, pouca iluminação e ventilação reduzidas. 

No local, os policiais também encontraram objetos comuns à atividade de rinha, como: tambor, biqueiras para treino das aves e diversos remédios. O proprietário do local terá pena prevista a detenção de três meses a um ano, além de multa, que pode ser aumentada se causar a morte do animal.

A Polícia Ambiental ressalta que atos de abusos e maus-tratos, tais como ferir, mutilar, manter animais em locais anti-higiênicos, com pouca iluminação, ventilação e mobilidade, configuram crime e devem ser comunicados os órgãos ambientais.