• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mais de 800 policiais militares voltam as ruas do Espírito Santo

Polícia

Mais de 800 policiais militares voltam as ruas do Espírito Santo

Todos eles estavam fardados e iniciaram o patrulhamento nas regiões. Mesmo com eles atuando, os batalhões continuam bloqueados por mulheres e familiares

250 policiais responderam ao chamado na GV Foto: Agência Brasil

O chamado operacional deste domingo (12) foi atendido por mais de 800 policiais militares no Espírito Santo. De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), 250 policiais responderam ao chamado na Grande Vitória, 275 no Sul do Estado e 350 no norte. Todos eles estavam fardados e iniciaram o patrulhamento nas regiões.

Mesmo com eles atuando, os batalhões continuam bloqueados em protesto realizado por mulheres e familiares dos PMs. Este já é o nono dia em que a saída de policiais fardados e de viaturas são impedidas. 

Na tarde do último sábado (11), eles foram convocados a comparecer na Praça Oito, Centro de Vitória, e na rodoviária da capital. De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), eles atenderam a uma chamada operacional realizada pela Polícia Militar, às 16 horas.

Os militares estão atuando em todo o Estado Foto: Agência Brasil

A convocação ocorreu pouco depois de o ministro da Defesa, Raul Jungmann, que esteve em Vitória neste sábado, afirmar que todos os policiais que desejam voltar ao trabalho podem usar as instalações das Forças Armadas para descanso ou abastecimento das viaturas.

Retirados de helicóptero

E durante a noite de sábado, 70 policiais que estavam no Quartel do Comando Geral (QCG) da corporação, em Maruípe, Vitória, foram retirados. De acordo com a Sesp, a retirada dos policiais do QCG foi feita por meio do helicóptero da PM. Já fardados e prontos para trabalhar, militares embarcavam na aeronave e eram levados até o heliponto que fica ao lado da rodoviária de Vitória. De lá, eles seguiam para fazer o policiamento nas ruas.