Executivo é preso com mais de R$ 600 mil em ecstasy dentro de apartamento na Praia da Costa

Polícia

Executivo é preso com mais de R$ 600 mil em ecstasy dentro de apartamento na Praia da Costa

Além dele, mais dois suspeitos de comercializarem os entorpecentes foram detidos em Vila Velha durante a operação dos policiais do Grupo de Operações Táticas

Os três foram detidos durante a operação Foto: TV Vitória

Um executivo foi preso junto com mais dois suspeitos de tráfico de drogas na Praia da Costa, em Vila Velha. De acordo com a polícia, dentro do apartamento de Gerciê Ximenes de Souza, de 27 anos, havia 5800 comprimidos de ecstasy, que equivale a mais de R$ 600 mil. A apreensão aconteceu durante uma operação dos policiais do Grupo de Operações Táticas (GOT).

Além do ecstasy, também foram encontrados na residência 28 quilos de haxixe, 2700 micropontos de LSD, um quilo de cocaína da mais alta pureza e R$ 1700 em dinheiro. Segundo a polícia, o material pertencia ao executivo, que trabalhava em um grande grupo empresarial capixaba. 

“Eram indivíduos bem aparentados e costumavam usar terno. Era um morador da Praia da Costa que costumava comercializar droga nas proximidades de um shopping. Esse indivíduo também era objeto de investigação. Nós montamos outra operação em sequência, de campana e vigília e conseguimos localizar esse rapaz”, disse o superintendente de ações estratégicas da Polícia Civil, João Calmon.

Todo o material estava dentro do apartamento Foto: TV Vitória

As investigações começaram em março, depois que moradores da região da praia da costa perceberam uma movimentação estranha num posto de gasolina. A polícia foi atrás e chegou até três suspeitos. O executivo foi preso na rua, com uma pequena quantidade de droga. Ele seguiu com os policiais até o apartamento, onde estava todo o resto do material.

“Ele é carioca, trabalha em uma empresa daqui do Estado como relações pessoais. Ele foi encontrado com droga e durante a investigação ele assumiu que comercializava drogas. Fomos até a residência dele e no apartamento foi encontrada essa vasta quantidade de droga. Foram mais de 5 mil comprimidos de ecstasy. Se for converter em real, é quase R$ 600 mil em droga”, afirmou Calmon. 

Ainda foram presos outros dois suspeitos de comercializar drogas na Praia da Costa. De acordo com as investigações, Gabriel Santos Ramos, de 19 anos, e Alex Augusto de Souza, de 23 anos, atuavam num posto de gasolina do bairro.